Assuntos de Goiás TV

sábado, 31 de agosto de 2013


Partido Progressista troca de comando em Goiás e já fala em 2018

Ao contrário do que dizem, Roberto balestra não esta sentido em passar o comando da legenda a José Eliton
O vice-governador José Eliton foi empossado oficialmente hoje na presidência do Partido Progressista (PP) em Goiás. O ato foi marcado por uma breve solenidade realizada na sede do partido, em Goiânia.

A renovação da presidência, segundo o deputado federal Roberto Balestra, traz as melhores expectativas possíveis. "Com o peso do dr. José Eliton como vice-governador, ele vai nos ajudar de sobremaneira a alcançar um novo momento", observou o deputado.

Ao assumir o cargo, José Eliton diz que o foco principal é fortalecer cada vez mais o partido. "O objetivo imediato é compor uma chapa para disputa na Assembléia Legisltaiva completa com o intuito de elegermos entre cinco e sete deputados estaduais", afirmou, ao destacar ainda que o partido deve buscar ampliar a representação no Congresso e garantir espaço na composição da chapa majoritária da Base Aliada em 2014.

Ampliando as bases no interior, o vice-governador espera que o partido tenha espaço para disputar a eleição para Governo de Goiás e Presidência da República em 2018. "É claro que esse processo é dialogado com os demais partidos da base. Ninguém é candidato de si mesmo. Vamos buscar consenso para construir um projeto sólido que atenda aos interesses partidários, mas que, principalmente, atenda a um projeto de transformação e renovação em Goiás", ressaltou José Eliton.

Para ele, a missão de suceder o deputado Roberto Balestra na presidência do PP não será fácil. "Imaginem como é substituir um craque?", brincou, ao dizer que quer buscar na experiência, amizade e conselhos do deputado a forma de conduzir o partido. "Tenha em mim sempre um aluno que tem muito a aprender com o senhor", disse o vice-governador, ao receber o cargo.
Leia mais: Mais Goiás | Política | PP troca de comando em Goiás e mira 2014

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Alternativa à TV e ao rádio, redes sociais prometem esquentar debate político nas eleições de 2014


A pouco mais de um ano das eleições de 2014, o assunto "política" nunca esteve tão presente nas redes sociais — como Twitter, Facebook, Instagram e YouTube. Por meio desse canal na web, os protestos de junho foram organizados e surpreenderam os próprios políticos, desacostumados a ouvir a voz do povo "com tanto eco". Depois de ajudar a despertar o interesse dos brasileiros para a política, as redes sociais se tornaram ferramenta fundamental para o sucesso nas urnas em 2014.

De acordo com o Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística), o Brasil tem hoje 46 milhões de pessoas que utilizam ferramentas sociais (Twitter, Facebook, blogs, fóruns, entre outros) e 5 milhões a mais de eleitores comparado com a eleição de 2010. Estima-se que, ao todo, serão mais de 140 milhões de brasileiros prontos para ir às urnas escolher presidente, governadores, deputados e senadores no ano que vem.
Leia Mais: Alternativa à TV e ao rádio, redes sociais prometem esquentar debate político nas eleições de 2014 - Notícias - R7 Brasil

sábado, 24 de agosto de 2013

Baixa popularidade leva o Governo de Sérgio Cabral à gastar 240% a mais com propaganda via @Reinaldo_Cruz #QuestãoBrasil

Denúncias e protestos levam a popularidade de Sérgio Cabral ao limite do ridículo para um homem publico
Com R$ 27,9 milhões empenhados em publicidade no mês de julho deste ano, o governo de Sérgio Cabral (PMDB) gastou 240% além da média dos seis meses anteriores para o mesmo fim, conforme um levantamento publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo neste sábado. 

No mês seguinte aos protestos de junho, que causaram queda generalizada na popularidade de Cabral e outros governantes, a administração do Rio mais que dobrou a divulgação de suas ações. 

Até o fim de julho, os empenhos apenas para propaganda somavam R$ 76,8 milhões.

Desde 2007, o governo de Cabral, eleito com discurso crítico ao excesso de propaganda oficial, destinou quase R$ 1 bilhão para agências de publicidade. Já foram pagos R$ 880 milhões, corrigidos pelo IPCA. 

O governo,nega anormalidades nessas despesas.
Leia mais: Governo Cabral teria gasto 240% a mais com propaganda após protestos - Terra Brasil

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Romário diz que Rio de Janeiro já tem o próximo prefeito: ele mesmo via @Reinaldo_Cruz #QuestãoBrasil

Romário já tinha declarado certa vez, que não demoraria muito no meio político, mas parece ter pegado gosto
Mas a situação de Romário pode leva-lo a partir para outras disputas, pois nada o impede de concorrer a uma cadeira no Senado da Republica ou mesmo até mesmo entrar na briga pelo Palácio Guanabara, mas ai já é uma outra história.

Coisas de Romário, um confiante inveterado. Para quem corre o risco de perder o mandato por infidelidade partidária, e está sem partido, o deputado federal Romário demonstra uma calma incomum, que lembra os tempos de frieza do Gênio da grande área. E só mira o horizonte: está focado em se tornar o sucessor de Eduardo Paes na Prefeitura do Rio de Janeiro, em 2016.

Explica-se: após anunciar a desfiliação do PSB, há duas semanas, o ex-craque busca uma nova sigla que abrigue a ele próprio e o ambicioso sonho político.

O problema é que o suplente de Romário na Câmara, Carlos Victor (PSB-RJ), pretende despachar o deputado da Casa por infidelidade partidária e assumir a vaga.

Com a situação ainda inconclusa, Romário conversou com o site da EXAME.com e já se disse pronto para chefiar o Executivo carioca, embora tenha menos de três anos de atividade política - diplomou-se deputado em 2011.

"Eu posso vir a ser um grande administrador para a cidade", garante o político com a mesma enfáse que lhe era peculiar ao prometer gols para a torcida.

Leia mais: Para Romário, Rio já tem próximo prefeito: ele mesmo - EXAME.com

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Vereador PAULO MAGALHÃES REQUER MAIS VERBAS PARA A SAÚDE via @Reinaldo_Cruz #QuestãoBrasil

Paulo Magalhães fez 
requerimento em favor da
saúde que esta atendendo 

e forma precária
video
Em requerimento apresentando hoje na Câmara Municipal de Goiânia, o vereador Paulo Magalhães(PV) solicitou ao Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, a destinação de verba diferenciada para o sistema de saúde de nossa Capital, em caráter de urgência e preferência.

O vereador salientou que Goiânia enfrenta inúmeras dificuldades já que a população do interior do Estado, assim como as pessoas da zona rural, vêm para a Capital em busca de atendimento. Esta realidade aumenta a grande demanda já existente dos moradores locais, levando a saúde pública a um verdadeiro colapso. Daí, a necessidade urgente de recursos complementares destinados à área de saúde pública de Goiânia, finaliza Paulo Magalhães.
video

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Marconi Perillo decreta punição aos servidores que fizerem greve via @Reinaldo_Cruz #QuestãoBrasil


Governador Marconi Perillo assina decreto polêmico
O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), aprovou nesta semana um decreto que prevê punição aos servidores estaduais que fizerem greve. Para a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a medida é inconstitucional.
Segundo o decreto, publicado no dia 14 no Diário Oficial, os secretários terão poderes para convocar os funcionários “de maneira integral e sem demora” a qualquer momento durante a paralisação. Além disso, os grevistas podem sofrer penalidades, como processos administrativo-disciplinares, e ter descontos dos dias parados na folha de pagamento.
O texto também ressalta que a regularização dos salários, referente aos dias de greve, somente será feita em caso de acordo com o Poder Público para reposição dos dias não trabalhados.

Ainda de acordo com o decreto, os servidores que exercerem cargos em comissão poderão ser exonerados e aqueles que tiverem funções de confiança ou gratificada serão dispensados.
Leia mais: G1 - Governador de Goiás decreta punição aos servidores que fizerem greve - notícias em Goiás

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Prefeito Misael Oliveira troca show por parque em Senador Canedo via @Reinaldo_Cruz #QuestãoBrasil

Misael Oliveira quer falar só da agenda
positiva e as obras que serão realizadas
O prefeito de Senador Canedo, Misael Oliveira , já deu por encerrada a "polêmica" sobre o show, com o cantor sertanejo Leonardo, que foi cancelado e abriu agenda positiva com uma obra “que vai ficar para as gerações futuras” da cidade.
Misael Oliveira recebe críticas por ter cancelado o show que não é nada barato, mas com certeza receberia muito mais criticas se tivesse permitido a realização do mesmo.
O circo, não na forma pejorativa, faz parte do pacote que agrada a população, mas ao trocar alguns momentos de diversão para alguns (Principalmente o Leonardo), por uma praça que vai beneficiar os moradores do local e embelezar a região, o Prefeito deu uma bola dentro.
As criticas fazem parte da politica, é compreensível que alguns achem mais interessante realizar o show ao invés de construir um benefício que vai servir muito mais pessoas e por um tempo muito superior.
Ponto para o Prefeito que no futuro poderá proporcionar a população o circo, desde que as obras que tragam benefícios a população estejam concluídas.


O lançamento e início das obras do Parque Boa Vista na divisa dos setores Alvorada e Nova Goiânia será de uma obra perene e visível aos olhos da população para ainda muitos anos.
Leia mais: Prefeito troca show por parque - DM.com.br



segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Se será candidato Friboi tem que definir se fica no PMDB via @Reinaldo_Cruz #QuestãoBrasil

Carisma é a arma de Iris para vencer
Júnior do Friboi e seus correligionários afirmam que ele será candidato a governador em 2014. Ele gostaria muito que fosse pela tradicional legenda do PMDB, mas como publicou o Jornal Opção e circula por outros veículos de imprensa por ai, o "Rei da proteína animal" pode mudar de ares de novo. 
Seus aliados, assim como os analistas políticos, acreditam que Júnior Friboi não teria dificuldades para vencer Iris Rezende na convenção do partido, já que ai não entram os votos da população e sim de delegados do partido, que em sua maioria estarão concorrendo a uma vaga ou na Assembléia Legislativa ou na Câmara Federal e por tanto estariam abertos as negociações de possíveis apoios.
Júnior do Friboi é visto por muitos políticos, não só do PMDB, como um cofrinho ambulante e muitos buscam ter o seu apoio para concorrer a uma cadeira no parlamento.
Iris Rezende, é bem quisto também pelo meio empresarial, mas não tem como Friboi, a caneta que garante recursos para todos na campanha de 2014. 
O fato  de não levar recursos abundantes para a campanha dos candidatos a deputado é que não permite dizer hoje que Iris é o candidato do PMDB.
Mas esta não é a única questão decisiva na convenção, o pé atrás das lideranças esta justamente no quesito popularidade, pois Iris tem de sobra e o empresário de menos.
Na definição se vai estar pelo menos na convenção do ano que vem, Júnior do Friboi terá que decidir primeiro o nome do partido que vai lhe permitir concorrer ao governo de Goiás em 2014.
Segundo o Jornal Opção, o PRTB seria o plano "B" de Friboi.
Leia mais: Júnior do Friboi pode ser candidato a governador de Goiás pelo PRTB - Jornal Opção

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

IPCA puxado para baixo e escândalos de cartel em SP podem influenciar cenário político via @Reinaldo_Cruz #QuestãoBrasil

Inflação caindo e escândalos surgindo em SP ajudam PT 
A inflação ao consumidor brasileiro atingiu em julho a menor taxa em três anos favorecido pela queda dos preços de Transportes e Alimentos, voltando a ficar abaixo do teto da meta do governo no acumulado em 12 meses.

Entretanto, com os efeitos transitórios que favoreceram essa desaceleração se diluindo a partir de agosto, a alta dos preços deve voltar a acelerar. Ainda assim, a fraqueza da economia tende a ajudar a manter a inflação sob controle.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registrou variação positiva de 0,03 por cento em julho, após alta de 0,26 por cento em junho, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira. Essa é a menor taxa da inflação medida pelo IPCA desde julho de 2010, quando houve avanço de 0,01 por cento.

No acumulado de 12 meses em julho, a inflação medida pelo IPCA ficou em 6,27 por cento, registrando a menor alta acumulada desde janeiro deste ano, que foi de 6,15 por cento, e voltando a ficar abaixo do teto da meta do governo, de 4,5 por cento com tolerância de 2 pontos percentuais. Nos 12 meses encerrados em junho, o IPCA tinha subido 6,70 por cento.
Leia mais; Alimento e transporte derrubam IPCA para menor alta em 3 anos | Manchetes | Reuters

Presidente Cármen Lúcia sugere suspensão de acordo do TSE com a Serasa via @Reinaldo_Cruz #QuestãoBrasil

Apesar de já estar no D.O. Acordo pode ser suspenso
Apesar dos termos de cooperação terem sido publicados no "Diário Oficial" da União do último dia 27, o diretor-geral do TSE, Anderson Vidal Corrêa, disse que até o momento não houve troca de informações entre as instituições.

Corrêa ainda garantiu que todos os dados que seriam repassados ao Serasa são públicos e que o acordo foi firmado conforme uma resolução do TSE que prevê a possibilidade de transferência de informações quando há interesse mútuo.

"A única informação que passaremos de forma pró-ativa é nosso cadastro de óbitos. O restante só será confirmado pelo TSE se está correto ou não. A Serasa nos envia o nome de um consumidor com o nome da mãe e o TSE só vai dizer se o nome da mãe está correto ou não, não irá fornecer o nome da mãe", disse.
Leia mais: Folha de S.Paulo - Poder - Cármen Lúcia sugere suspensão de acordo entre TSE e Serasa - 07/08/2013

José Serra diz na Bahia que nome do PSDB para 2014 não esta definido via @Reinaldo_Cruz #QuestãoBrasil

Serra e Alkimin estão no centro das denúincias de cartel em SP 
Cumprindo agenda típica de candidato na Bahia, o ex-governador José Serra (PSDB) disse ontem que "seria bom" que o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, decidisse disputar a eleição de 2014.

"Acho que se o Joaquim Barbosa quisesse ser candidato, era bom. (...) Expressaria alguma corrente de opinião no Brasil. Acho que tudo isso deve aflorar. É positivo", afirmou, em entrevista à rádio Metrópole, de Salvador. Ele disse ainda que, pessoalmente, "não embarcaria" em uma campanha com Barbosa, mas que a "multiplicidade" de nomes é positiva.

Quando questionado sobre a candidatura do senador Aécio Neves (MG), nome do PSDB para a disputa, Serra disse que o assunto ainda não foi "formalmente definido" -"até pelo que ele [Aécio] tem dito", acrescentou-, mas reconheceu que o mineiro tem "bastante apoio".

Ao comentar a conduta do mineiro (Aécio diz que só tratará de eleição em 2014), Serra descreveu uma situação que pode ser aplicada a ele próprio: "Nenhum candidato até agora se declarou candidato. A Marina [Silva], o Eduardo Campos [governador de Pernambuco]... e gasta-se bastante papel com isso".

Há anos, Serra e Aécio disputam espaço no PSDB. Hoje, o senador tem a hegemonia no partido. Asfixiado, o ex-governador estuda deixar a sigla para a hipótese de se candidatar à Presidência. Questionado sobre a possível migração para o PPS, tergiversou: "vou me entrevistar para saber".
Leia mais: Folha de S.Paulo - Poder - Serra defende candidatura de Joaquim Barbosa ao Planalto - 07/08/2013

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Estádios faraônicos construídos com dinheiro publico ficam sem utilidade em Portugal via @Reinaldo_Cruz #QuestãoBrasil

Uma década depois de erguer novos estádios e receber pela primeira vez o milionário torneio europeu, Portugal descobre agora a fatura da falta de planejamento, da ambição de dirigentes esportivos e das promessas não cumpridas do futebol. Alguns dos estádios construídos para o evento de 2004 estão vazios e, diante da pior crise econômica de sua era democrática, prefeituras já quebradas estão tendo de socorrer os estádios. Já se fala inclusive na possibilidade de demolir alguns deles.

A Eurocopa 2004 foi realizada em meio a um sentimento de boom em Portugal. A Uefa não pediu. Mas os portugueses decidiram realizar o evento em oito cidades, com um total de dez estádios. Isso tudo para um torneio com apenas 16 times. Seis estádios eram públicos e, na época, consumiram 1,1 bilhão de euros.

Uma década depois, parte das prefeituras não sabe o que fazer com os estádios diante de uma crise que vem exigindo corte de gastos, demissão de milhares de funcionários, dedução de salários e de aposentadorias. Pior: alguns foram construídos onde nem sequer havia um time na Primeira ou na Segunda Divisão e hoje apenas acumulam prejuízos.

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Quadro de José Sarney está estável e respira sem aparelhos, diz boletim médico via @Reinaldo_Cruz #QuestãoBrasil

José Sarney segue internado e seu quadro é estável 
O quadro de saúde do senador José Sarney (PMDB-AP) é estável e a expectativa é que ele receba alta até o final da próxima semana, informou no início da tarde de hoje (2) a assessoria de imprensa do senador. Na noite de ontem (1º), ele foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista, após apresentar quadro de febre acompanhada de tremores.

Segundo boletim médido do Hospital Sírio Libanês, divulgado às 14h, ele "continua internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI)" e encontra-se "estável, consciente, lúcido e respirando sem a ajuda de aparelhos. Ele continua sendo tratado com antimicrobianos e medidas de suporte clínico".

Ontem, o hospital informou que ele fez exames de imagem no cérebro, na face e no abdome e os resultados apontaram acúmulo de líquido no pulmão direito. Por essa razão, a equipe formada pelos médicos David Uip, Roberto Kalil e Carlos Gama optou pela transferência. A assessoria do senador destaca, no entanto, que a decisão de levá-lo à UTI diz respeito, sobretudo, à necessidade de preservar o paciente, pois ele estaria recebendo muitas visitas em São Paulo.

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) visitou Sarney no início da tarde de hoje. Ao sair, ele disse que o colega passa por exames. "O quadro inspira cuidados e todos estão torcendo para que ele possa logo se recuperar. É uma situação delicada, mas isso os médicos poderão explicar melhor. Deixei meu abraço e estimo melhoras", disse. Ele informou que filhos, entre eles a governadora do Maranhão, Roseana Sarney, e a mulher do senador, Marly, o acompanham no hospital.

Sarney está internado no Sírio-Libanês, desde o dia 31 de julho. Ele chegou ao hospital, na capital paulista, vindo de São Luís (MA), onde estava internado no Hospital UDI para tratamento de uma infecção pulmonar. A assessoria informou ainda que a vinda a São Paulo foi um pedido da família para que ele pudesse aprofundar os exames, fazendo um check-up, mas que o quadro do político é bom. Há previsão de um novo boletim até o fim da tarde de hoje.

Político e escritor, o maranhense José Sarney está na vida pública há 60 anos. Ele foi governador do Maranhão, presidente do Senado e presidente da República de 1985 a 1990. Autor de diversos livros, Sarney é membro da Academia Brasileira de Letras. 
(Com informações da Agência Brasil)
Leia mais: Sarney está estável e respira sem aparelhos, diz boletim médico - Notícias - Política

Seguidores