Assuntos de Goiás TV

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Chapas definidas a guerra pelo voto vai começar. Mudança ou continuísmo? O eleitor é quem decide

Como disse o Sandro Mabel, não da mais para ficar em cima do Muro, as chapas estão definidas e a spa de letrinhas das coligações apresentam ideologias para todos os gostos.

As alianças oferecem todos os tipos fe posicionamento,  esquerda, centro, direita e até o volver não foi esquecido, pois na política e preciso dar moral aos adesistas, que com certeza vão pular de galho em galho e mesmos estes podem contribuir para com uns votos  para a vitória de alguém.

As cartas estão sobre a mesa e ao eleitor só podemos recomendar que verifique o histórico dos candidatos, e não o que foi feito no passado apenas, mas também o que andam prometendo e realizando atualmente  por nosso estado e o nosso país.

domingo, 29 de junho de 2014

Sonho de consumo dos candidatos ao Governo, Júnior Friboi pode decidir apoio entre Marconi Perillo e Iris Rezende

Se José Batista Júnior, o Júnior Friboi, quisesse levar à diante suas pretensões de se tornar Governador de Goiás, teria que conviver com os rótulos de arrogante, prepotente e teria que ouvir constantemente que ter dinheiro é um mal terrível para concorrer ao cargo. Mas se o político Friboi for aposentado e o empresário ressurgir em seu lugar, será muito bem vindo nas rodas de qualquer um dos pretendentes ao Palácio das Esmeraldas, ele ser candidato não pode, mas financiar qualquer um dos políticos de carreira pode, ai o dinheiro deixa de ser maldito, perde o viés da arrogância e tão pouco terá uma carga de prepotência considerada ofensiva.
O Governador Geraldo Alkimin discutia com José Serra quem seria o seu parceiro de chapa à concorrer ao Senado da República, o ex-governador queria que seu nome fosse confirmado na disputa, mas Alkimin tinha outros planos e alimentava o sonho de ter ao seu lado o PSD e Gilberto Kassab. Com o período de definições se esvaindo o mistério precisou ser desfeito, Kassab que até outro dia ninguém sabia de quem se tratava, estava sendo disputado pelos maiores partidos do país e como uma donzela num conto de fadas, ele tinha as opções à sua mercê e tudo o que precisava fazer era acenar para um dos pretendentes e escolher o seu "final feliz".
O Governador que tem voz ativa no partido, preteriu José Serra e tomou um sonoro não de Kassab, que preferiu Skaf para ficar perto do poder central, afinal de contas, o PMDB é parceiro da hora do Governo Dilma. Isso bastou para que o PSDB perdesse a parada em São Paulo.
 
Em 2010 a Internet já dava um colorido diferente sobre as informações que partiam da África do Sul para manter os quatro cantos do planeta ligado em tudo que acontecia no Mundial. No Brasil os dados estão viajando a uma velocidade ainda mais rápida e tudo o que ocorre em qualquer canto do país em questão de segundos ganha as redes sociais e atualiza imediatamente os sites dos maiores jornais do Mundo.
A tecnologia é uma aliada da liberdade de expressão e se torna uma ferramenta indispensável para quem quer mesmo estar à par dos acontecimentos durante a Copa do mundo, mas a Rede Mundial de computadores tem sido muito importante para manter as pessoas conectadas, perto uma das outras virtualmente e tendo notícias em tempo real.
A Copa das Copas é também a copa da informação globalizada em que consiste no acompanhamento de amigos e familiares que deixaram suas terras natais para se aventurar numa terra desconhecida sem deixar ninguém preocupado de como está. 

As surpresas da primeira fase podem incluir além das eliminações precoces da Espanha, Inglaterra e itália; a classificação da Costa Rica, Colômbia e Grécia. Talvez você imagine que colocar a Colômbia neste hall seja um demérito para o time James Rodrigues, mas se for analisado que o selecionado deles ficou sem sua principal estrela às vésperas da Copa do Mundo não soaria assim como um absurdo.
A estrela da Colômbia hoje é James Rodrigues, mas que até outro dia ninguém sabia de quem se tratava o camisa 10 que tem encantado o mundo, ele esta fazendo mais sucesso, e decidindo também, mais do que os astros Messi e Neymar.
Diego Lugano alertou o Brasil sobre James Rodrigues e justificou a saída de sua seleção pelo Uruguai não contar no seu elenco com um talento como ele.
O goleiro Ochoa não recebeu o apelido de muralha à toa, não mesmo. O arqueiro da seleção mexicana vinha aprontando das suas diante do fortíssimo time da Holanda e até os 42 minutos do segundo tempo, o selecionado Asteca estava com a mão na classificação.
Substituições equivocadas e uma certa desatenção nos minutos finais levaram o México ao declínio técnico que acabou culminando com a derrota de virada nos minutos finais de uma partida que parecia ganha, ou melhor tinha tudo para ser ganha.
Robben mais uma vez fez a diferença levando a Holanda a mais um triunfo incontestável do ponto de vista tático e técnico, pois a favorita venceu e não há como pôr em duvida o resultado.

Perdeu na bola e na porrada, dixzem nos campos de várzea do Brasil. Aqui não é o caso de tripudiar em cima da onça morta.
Diz a lenda que houve uma agressão do assessor de imprensa da CBF a um integrante da Seleção Chilena, mas em termos de comprovação por imagens, será difícil já que a FIFA não divulgou nada que levasse a imprensa mundial a elucidar o caso. Certo é que o Brasil bateu um antigo freguês e ficou com a vaga nas quartas de final, enquanto que o agredido Chile vai chorar na cama que é lugar quente.
O jogo em si mostrou um esquadrão chileno mais entrosado que o dos brasileiros, em determinados momentos até teve o domínio do jogo e teve as duas bolas do jogo para acabar com o sonho do Hexa, mas o fator sorte pesou em favor da nação canarinho, e se os Deuses da bola fizeram o acaso pender para o nosso lado é sinal que estamos com tudo, até com a sorte de campeão.
Os europeus vão caindo um à um nesta Copa do Mundo, favoritos como Espanha, Inglaterra, Itália e Portugal de CR7 nem passaram da primeira fase, sem ter muito o que fazer na cobertura do Mundial os Jornalistas destes países acharam um bom passatempo para ocupar o seu tempo ocioso. Criticar o Brasil ou alguma coisa que esteja ligada à pátria de Neymar.
Não é difícil abrir um site de um grande jornal europeu e se deparar com alguma notícia que tente trazer de alguma forma embutido algum demérito ao time de Felipão ou a organização brasileira. Tá certo que aquele pênalti mandrake marcado em nosso favor foi um absurdo, mas a seleção brasileira se classificou sem sustos, mesmo não apresentando um futebol convincente não há motivos para que vejam nossas vitórias com tamanho desdém.
O futebol do Brasil não tem sido de primeira? Concordo, mas a imprensa de qualquer país do Mundo também precisa entender que só quem mostrou competência continua alimentando as esperanças de levantar a taça de campeão no Brasil. Os países citados foram fracos em suas apresentações, exceção feita à Portugal que para chegar a um desempenho considerado fraco ainda terá que melhorar muito e Cristiano Ronaldo enquanto melhor do Mundo só desacredita o prêmio Bola de Ouro da FIFA.





Reforço ou mais um estorvo no tricolor? Kaká fecha por empréstimo com o São Paulo até o final do ano

Time vitorioso e com muita tradição, o São paulo tem se perdido nos últimos anos em suas apostas, a conseqüência disso é fácil de ser notada pelas campanhas pífias que a equipe do Morumbi tem feito nos últimos anos.
Kaká é um ídolo do clube, com poucas conquistas, mas ainda assim pode ser considerado um dos grandes craques na história do clube, sua trajetória de destaque se assemelha a carreira de Luís Fabiano que também tem um currículo fraco entre aqueles que são considerados ídolos do clube. Kaká chega para dar esperanças ao torcedor tricolor, mal acostumado com a trajetória de conquistas , esta animação dá lugar a preocupação, já que a equipe conta com vários jogadores que tem o estilo do ex-jogador do Milan e que nos últimos anos não conseguiu reeditar seu melhor futebol por onde passou.
Pato, Ganso, Luís Fabiano, Osvaldo e ademilson podem estar de saída do Morumbi, claro que não todos eles de uma vez, mas todos vão competir por um espaço ao lado de Kaká ou até com ele, já que Ganso é da mesma posição dele e o rendimento é sempre questionado pela imprensa.
A pergunta é Kaká e seu atual futebol ajuda ou atrapalha o São Paulo a reencontrar os tempos de glória?
Kaká fecha por empréstimo com o São Paulo até o final do ano | sportv.com

sábado, 28 de junho de 2014

Chapas definidas (E fracas) expõe fragilidade dos candidatos no pleito em Goiás

A união de partidos e grupos em torno de nomes vão dar o tom da campanha deste ano, a divisão da oposição enfraqueceu as chapas majoritárias e neste quesito quem se deu melhor foi Iris Rezende (PMDB) que conseguiu trazer para o seu lado o Deputado Federal Ronaldo Caiado (DEM), um peso pesado da política em Goiás. A base aliada do Governador Marconi Perillo tentou até o último instante fritar José Eliton, mas foi barrada em suas pretensões pelo próprio Governador que não autorizou mudanças, o vice é uma figura que soma na campanha, mas é visto com certa insignificância perante o candidato central, José Eliton foi mantido na disputa pelo próprio Marconi e sem o apoio incondicional de toda a base.
Se em 2010 a chapa do PSDB tinha Demóstenes Torres gozando de um prestígio inabalável até então e formou o trio com um apadrinhado de Caiado, o desconhecido José Eliton, para este ano Marconi Perillo terá uma prova de fogo para consolidar outra vitória consagradora como aquela da eleição passada, onde venceu as máquinas Federal (Lula), Estadual (Cidinho) e Municipal (As principais cidades do estado), nesta eleição o Governador estará basicamente sozinho, já que seus parceiros nunca foram campeões de votos e pouco vão ajudar neste pleito.
Marconi Perillo é o maior nome da chapa governista, enfrenta uma rejeição mostruosa e terá a missão de carregar seus parceiros de chapa até a vitória, pois se superar a desaprovação da população pode fazer a diferença em Outubro.
O PT que tudo quer pode acabar sem nada, chapa pura é o melhor que eles conseguiram apresentar para a sociedade, Marina para o Senado já resumiria a fragilidade petista nesta eleição e o desconhecido Tayrone Di Martino seria uma aposta para o futuro. A propagada competência de Antônio Gomide contrasta com a incompetência administrativa do corpo diretivo do PT, que caso um desastre aconteça e o PT vença a eleição, os caciques do partido é que vão ser elevados a condição de administradores do estado, assim como vem fazendo em Goiânia.
Tendo Paulo Garcia como cabo eleitoral, o PT já entra na briga tomando um capote e a menos que a população esteja maluca de pedra eles ganham esta eleição. Oremos!
Vanderlan Cardoso que começou 2014 agitando os bastidores e se apresentando como um nome forte, acaba este período de convenções enfraquecido, e assim como o PT, só ganha a eleição se os votos forem de protesto, já que sem apoio é muito difícil que Vanderlan chegue há algum lugar.
Iris Rezende e conturbado PMDB tanto bagunçaram que acabaram por se dar bem ao montar um chapão para disputar. Se o dinheiro de Friboi poderia dar sustentação na campanha, o prestígio de Iris e Caiado podem fazer a diferença também, já que votos eles tem.
Tanto Iris, quanto Caiado passaram por cima de suas próprias ideias e convicções, os dois juntos e falando o mesmo idioma parecia algo improvável até para o mais otimista dos pemedebistas, mas aconteceu e sabendo superar as diferenças passando essa credibilidade ao eleitor, eles podem sim conseguir levar esta eleição.
Os cabeças de chapas, com sua experiência, credibilidade e poder de convencimento podem fazer toda a diferença nesta eleição, seria ilusão para o Vanderlan depender do apoio de Cidinho para vencer, da mesma forma é difícil imaginar que Vilmar Rocha e José Eliton tenham votos suficientes para fazer a diferença pró Marconi ou que a chapinha do PT possa sustentar a candidatura de Gomide. Apesar de sempre ter vencido Vilmar Rocha, Caiado só é favorito ao Senado, pois não costuma ir bem em eleições majoritárias, por outro lado pode ser considerado um fenômeno nos pleitos proporcionais.
 É a eleição em Goiás segue em aberto, não há um favorito disparado, todas as chapas são deficientes, tem suas fragilidades e contam com a incógnita do que esta pensando o eleitorado que até outro dia exigia uma mudança de postura dos políticos, e não só de um determinado governo, mas de toda a classe política que tem deixado a desejar. 
Em convenção do PT, Gomide afirma que Celg e Saneago serão prioridades, caso eleito | Jornal Opção

Dilma desmente e Fifa muda de novo versão sobre entrega da taça: 'Dilma Rousseff é quem decide'

Foi Aldo Rebelo quem pôs o carro na frente dos bois e já foi repreendido pela Presidente que não gostou de ver a sua decisão mudada sem ser consultada. 



A tendência é que ela continue se escondendo da "elite branca" na Copa das Copas, a festa do povo brasileiro.
Fifa muda versão sobre entrega da taça: 'Dilma Rousseff é quem decide' - Esportes - Estadão

domingo, 22 de junho de 2014

Ainda sem pauta definida entre movimentos sociais e grevistas as manifestações perdem força durante a Copa do Mundo

     Se em 2013 as manifestações começaram por conta de
R$ 0,20 e mesmo sem pautas definidas ganharam as ruas do país, arrastando de forma espontânea verdadeiras multidões, em 2014 com a mistura de movimentos sociais e sindicalista a população parece não estar vendo com bons olhos as manifestações que vem acontecendo de forma tímida durante a Copa do Mundo. Seja por causa violência empregada pelos chamados black bloc's ou pela descrença de alguma coisa possa de fato mudar, a população brasileira que rechaçou o uso político dos movimentos de 2013, parece não ter comprado a briga de sindicatos e movimentos sociais que estão reivindicando pautas específicas e não algo que atenda toda a sociedade.

     Em ano eleitoral os políticos procuram não se envolver nas questões, quanto menos falar sobre o assunto protesto melhor para eles, tinha quem apostasse que não haveria Copa do Mundo, que as ruas estariam cheias de gente durante os 30 dias de Copa do Mundo, mas quem se beneficiaria de uma situação como esta, caso ela tivesse acontecido, senão os políticos que buscam o poder. A população brasileira, mais instruída, bem mais informada e consciente não embarcou nessa, deixando na mão quem sonhava ver a baderna instalada com a participação de cidadãos de bem. 
     O povo não se iludiu com a idéia de que teria que ir para rua, quebrar umas dúzias de ônibus e bancos para que os políticos se sensibilizassem e promovessem as almejadas mudanças, que diga se de passagem são todas no campo político, para que uma reforma política de fato aconteça neste país é o eleitor, esse consciente que não se prestou ao papel de massa de manobra, quem vai ter que promover a mudança, através do voto. Não votar em quem já tem mandato é um ótimo jeito de protestar contra os detentores do poder, ao tempo que só desta forma a almejada reforma política vai sair do papel.
      Independente de você achar que o político tal é competente, ao evitar que ele se reeleja você vai estar promovendo a reforma política, tão almejada e necessária para o Brasil, os políticos só vão compreender que estão sendo eleitos pelo povo para que os represente e busque soluções para os problemas da coletividade no dia em que os eleitores promoverem de uma forma natural a alternância de poder, pois num país com um histórico de corrupção como é o Brasil, a instituição da reeleição é um erro grotesco da nossa parte.

Cada vez mais sozinho Vanderlan Cardoso garante que vai disputar a eleição, PDT de Misael Oliveira vai apoiar a reeleição de Marconi Perillo

Para quem abomina a polarização entre Iris Rezende e Marconi Perillo, Vanderlan Cardoso surgi como uma alternativa. Tem aprovação e experiência como gestor, foi prefeito de Senador Canedo, e não é tão desconhecido no interior do Estado, pois sua candidatura em 2010 lhe garante esta visibilidade perante ao eleitor goiano.
O que pesa em desfavorável de Vanderlan são as legendas que vão garantir a sustentação da sua candidatura, tempo de rádio e TV e etc. O nome é fácil de levar e se torna uma alternativa aos nomes dos velhos caciques, pena que a os políticos de Goiás não estão afim de arriscar perder o poder e estão propensos a firmar compromisso com os nomes apresentados pelo PMDB e PSDB.
Plano de Governo ou propostas para a sociedade nem vem ao caso quando o assunto é discutir a aliança e divisão do poder pós eleição, o que é colocado na mesa e deve ser considerado pelos amantes do poder são: o quanto será disposto para a campanha e como ficará a divisão dos cargos depois da eleição, independente do partido ter conquistado cadeiras no Paramento ou não.

Primeiros jogos da Copa do Mundo quebram recordes de audiência - No Brasil audiência da Globo dispara


Corneteiro Diego Maradona elogia Messi, mas ainda vê Argentina sofrível na Copa do Mundo

     Na história das Copas não é difícil encontrarmos histórias de equipes medianas que acabaram conquistando o Mundial, da mesma forma a literatura da competição pode nos remeter ao fracasso de verdadeiras máquinas de jogar futebol. A seleção da qual Diego Maradona fez parte, por exemplo, era um time comum em que o astro do Napoli da Itália se sobressaiu, tão limitado que até hoje não é fácil para ninguém lembrar o nome dos 11 titulares daquela conquista.
     As esquadras italianas são especialistas em disputar a competição jogando feio e quase sempre sem nenhum destaque individual, o resultado final pode coroar a carreira de um jogador comum e lhe dar status de craque num piscar de olhos. O genial Maradona não enxergou na Argentina futebol capaz de levar o time de Sabella a uma conquista, mas faz a ressalva ao citar Messi, que assim como Don Diego em 1986 destoa do restante do grupo em matéria de qualidade e isso pode fazer toda a diferença.
     Se  por um lado Seleções medíocres se consagraram na história das Copas, o que dizer daquelas que foram eternizadas por jogar o fino da bola e não venceram. Hungria de Puskas em 1954, o carrossel da Holanda liderado por Cruiff em 1974 e o escrete canarinho do Brasil que tinha Zico como principal estrela em 1982, em comum estas seleções tem o fato de terem marcado a memória do torcedor pelo futebol apresentado, mas não ter conseguido levantar o caneco, apesar da qualidade.

Pregando a defesa da Liberdade de expressão como pilar da Democracia, partidos buscam controlar conteúdo nas redes sociais

 
A classe política tem um discurso unificado em relação ao avanço da tecnologia, as redes sociais e os benefícios e mazelas da Internet, parece até ensaiado, mas poucos admitem de forma aberta que o que os partidos querem é ceifar o direito das pessoas emitirem suas opiniões. Pregam que a Liberdade de Expressão, direito constitucional no Brasil, é o pilar da Democracia  e sem direito estaríamos vivendo ainda hoje uma Ditadura, mas mexe e vira nos deparamos com notícias de que esse ou aquele político tem intenção de censurar o que publicado nas redes sociais ou que buscam de alguma forma criar um controle para coibir as informações que lhes são desfavoráveis.

     Esta censura prévia ou com punições severas para quem as publica estão sempre na ordem do dia de quem acompanha de perto o noticiário político no Brasil, em Goiás o mais famoso dos políticos antenados é também o que mais se preocupa com o que dizem sobre ele na web. O Governador Marconi Perillo já foi até tema de reportagem do importante Jornal Folha de S. Paulo, como sendo um dos políticos brasileiros que mais interagia com a população no Twitter, ouvindo os problemas, repondendo diretamente ao internauta e tomando conhecimento in loco de como pensavam os jovens.
     Após o estouro da Operação Monte Carlo da PF em 2012, as coisas mudaram e antes aliada Internet se tornou um tormento, uma das preocupações constantes do Governo, tanto que as vésperas de mais uma eleição, não estão sendo debatidas nas redes sociais nenhum assunto relacionado ao plano de governo de Marconi, mas sim uma suposta ação que o governador estaria movendo contra o Facebook.
     Todos os políticos são contra a imprensa e mais ainda contra o avanço da Internet, todos sem exceção, o que eles gostariam mesmo é que ao invés de Jornalistas as redações tivessem apenas publicitários ou Assessores de imprensa para apenas e tão somente as notícias boas e convenientes pudessem estar à disposição dos cidadãos e não os assuntos sobre as demandas que nunca são atendidas a contento.
     Claro que tem muito lixo cibernético que circula por ai, mentiras e ofensas pessoais, mas é preciso ir devagar com o andor que o Santo é de barro, limitar, impedir ou controlar o que circula nas redes sociais é uma forma de censura, e toda forma de censura é muito ruim. Uma sugestão para os políticos que adoram ser bajulados é que trabalhem em favor da população, façam o seu trabalho, não cometam erros e ai não tem como as notícias não serem favoráveis.

Eduardo Campos tenta justificar alianças com adversários diretos e admite fragilidade nos Estados capazes de tornar o PSB competitivo

     Como pode admitir uma derrota antes mesmo do embate começar? 
     Pois é Eduardo Campos candidato do PSB à Presidência da República em Outubro, praticamente entregou os pontos ao declarar que não vê o seu partido fazendo alianças competitivas nos estados, capazes de vencer e contribuir para a sua vitória.
     Alguém poderia explicar como ele vai se manter na disputa reconhecendo ser fraco para almejar a vitória? O meu palpite sobre o assunto é a conveniência de quem era governo até outro dia e der repente se viu na necessidade de estar colocando o seu nome a disposição para promover uma mudança necessária e o país continuar avançando em direção ao progresso, ao mesmo tempo que em caso de segundo turno pula no barco de quem tiver mais chances de vencer e segue sendo governo.
     Caso esta escolha num eventual segundo turno seja equivocada, as alianças estaduais vão garantir ao PSB uma parcela de poder, a qual ele fará jus e do tamanho da importância que o seu Presidente acha que é direito.
     Assim, este assunto deveria interessar ao eleitor que quer manter tudo como esta ou almeja algum tipo de mudança, pode ficar tranqüilo aqueles que lutam pela manutenção do quadro que ai esta, e pode começar a esbravejar quem sonhava com algum tipo de mudança, pois nada vai mudar, mesmo que os nomes sejam outros as demandas da população continuarão sendo discutidas apenas de quatro em quatro anos e nunca serão atendidas.

Brasileiros têm até segunda-feira para se adequar ao Marco Civil da Internet


Alegando pretensões distintas aliados se distanciam de Governos, viram adversários, mas no final vão estar todos juntos contra você, eleitor inocente

     Sopa de letrinhas das legendas ficam ainda mais complexas para o eleitor quando o assunto é aliança para as próximas eleições, os partidos buscam o poder a todo custo e neste ano resolveram fatiar seus apoios, independente de ideologia ou histórico político. A estratégia dos partidos é buscar alianças diferentes na esfera estadual e nacional, ou seja se ganhar vai ser governo, perdendo será governo do mesmo jeito.
     Com a aproximação da data limite para as convenções, 30 de Junho, as coligações vão se formando e não é difícil para o eleitor perceber o jogo de interesse político, em que quem ganhar vai mandar, mas perdendo não terá nada a lamentar. O PSB de Campos e Marina segue firme em suas pretensões de chegar ao Planalto, porém nos dois principais colégios eleitorais do país, Rio de Janeiro e São Paulo, vão pedir votos para candidatos do PT e do PSDB.
     A eleição é uma caixinha de surpresas e também por isso ninguém quer se arriscar a ficar de fora do poder, seja em que esfera for, o PMDB de Goiás anunciou esta semana uma verdadeira salada na sua aliança e tem para todos os gostos e interesses, pois terá o DEM que dará apoio à Aécio Neves concorrendo a vaga do Senado, e o Solidariedade que também estará junto com o candidato do PSDB disputando a eleição na vaga de vice, mesmo assim Iris Rezende já garantiu que o seu palanque será de Dilma. 
     A base Marconista padece do mesmo mal, as lideranças que sustentam o Governo de Goiás tem uma queda pelo Governo Dilma, o PSD de Kassab e Vilmar Rocha é o retrato fiel desta falta de compromisso com as demandas da população, os políticos de uma forma geral não perdem eleições, só o povo é que tende a não ver seus anseios atendidos e propenso a passar quatro longos anos reclamando. 
     Só não tem para onde ou para quem direcionar suas reclamações, já que no fritar dos ovos todos tem o apoio de todos desde que não mexa nas parcelas de poder, adquiridas com sacrifício de uma aliança feita aqui ou nos gabinetes em Brasília.

Carismático ídolo de Gana esbanja simpatia e conquista fãs para seleção de Gana em Alagoas

     Conquistar a simpatia da torcida local não é uma tarefa fácil para nenhuma seleção que disputa a Copa do Mundo, ainda mais tendo o Brasil na disputa, até as seleções que contam com brasileiros naturalizados em seus elencos não estão desfrutando do apoio pleno da população nas cidades em que estão treinando.
     A Costa Rica que era vista como um pré-cadáver no grupo da morte, surpreendeu e acabou por se tornar a seleção matadora, tem feito os campeões do Mundo sofrer neste mundial e ao conseguir o feito de mandar a Inglaterra para casa logo na primeira fase, ganhou admiração, respeito e claro a classificação de forma antecipada. A torcida brasileira reconheceu o desempenho brilhante dos Costarriquenhos e já adotou a equipe como segundo time para quem vão torcer.
     Após um início nada animador de Gana, a seleção africana tirou a possibilidade dos 100% da Alemanha na segunda rodada, manteve as chances de classificação e isso foi suficiente para que a torcida do Brasil passasse a prestar mais atenção nos seus craques. Gian e Muntari são os mais festejados por lá, ainda mais depois que Muntari, segundo o Globo Esporte, distribuiu dinheiro em uma comunidade carente.
     Seleções menos cotadas ou tidas como mais fracas acabam por seduzir a torcida local por onde passam, com a Costa Rica foi assim, Gana também vive este sonho e outra seleção que tem recebido atenção de quem aprecia o bom futebol tem sido a do Chile, que é bom que fique claro, de fraca ou menos cotada não tem nada, mas que ganhou a preferência dos brasileiros após despachar os campeões do mundo mais cedo.

PT e Lula já pressionam Dilma a abrir o cofre, afinal a eleição já começou



 O mistério de quem seria o candidato do PT nas eleições nunca fez parte da pauta do partido, pelo menos na realidade daqueles que lideram, mas esteve na ordem do dia da oposição até a convenção petista passar. Lula esta definitivamente fora da disputa, Dilma dispõe a partir de agora do apoio integral da militância e até os desconfiados que clamavam pela volta de Lula já mudaram o discurso.

   Algum tempo atrás o ex-presidente Lula fez críticas a equipe econômica, engrossando o coro da oposição que enxerga exatamente o que relatou Lula, não chegou a ser uma saia justa, mas o tema volta a ser levantado e agora com Dilma como candidata. O partido entende que precisa deixar claro quais serão as ações do governo para incentivar o crescimento da economia desde agora, já que o discurso oposicionista vem todo pautado nas mazelas econômicas que o brasil passa ou poderá passar nos próximos anos se não mudar os rumos da sua política para o setor.

     Liberações de recursos para isso ou aquilo, concessões de reajustes para servidores e como já foi feito para agricultura e a indústria nacional, ações que incentivem o crescimento do PIB fazendo a economia deslanchar ou pelo menos não patinar em ano eleitoral. Pragmática Dilma reluta em ceder as pressões internas do partido e evita comentários sobre o que anda expondo o ex-presidente sempre que tem oportunidade.
     O PT tem como mote de campanha os feitos dos últimos 12 anos, a arma em termos de economia será a da comparação com os feitos dos governos do PSDB, Dilma é peça chave desta engrenagem, mas o partido vai ter como base as realizações de Lula para convencer o eleitor, já que o legado do atual governo é tão modesto quanto dos adversários. Na visão petista não é o governo Dilma que precisa ser avaliado e aprovado, mas sim a gestão e as realizações petistas desde que Lula assumiu em 2003.
     Mais do que o embate entre Aécio e Dilma, o PT quer confrontar as realizações dos Governos de Lula e FHC, o comparativo ira colocar os dois ex-mandatários no centro da discussão, chamando até mais atenção do que o confronto direto de Dilma e Aécio em uma eleição polarizada entre PT e PSDB.

sábado, 21 de junho de 2014

Quem entende esse balaio de gatos? Solidariedade oficializa apoio à candidatura de Aécio à Presidência

O partido Solidariedade oficializou o apoio a candidatura de Aécio Neves ao Planalto, como eleitor vai entender essa salada que é nossa política partidária. Se nacionalmente o Solidariedade é Aécio do PSDB, em Goiás o partido de Paulo Magalhães, Djalma Araújo e Armando Vergílio vai compor a chapa com o PMDB de Iris Rezende que é oposição ao PSDB.
É melhor eleitor não votar em quem tem ou teve mandato, assim não corre o risco de eleger sempre os mesmos, que mudam de opinião e abraçam quem antes combatiam só para alcançar ou se manter no poder.
O povo sofrido tem a arma eficaz contra essa pouca vergonha, mas infelizmente não tem noção da força que tem, por isso a tendência é ver as coisas só piorarem para o seu lado, enquanto os políticos seguem na mordomia, desfrutando das regalias que dinheiro publico proporciona.
Solidariedade oficializa apoio à candidatura de Aécio à Presidência | Jornal Opção

PT oficializa candidatura de Dilma à reeleição em meio a desconfiança da sua própria miltância

- O PT de Lula fala em ódio para justificar vaias e baixa aprovação de Dilma -
 Tendências dentro do PT não chegam a ser uma novidade, sempre aparece aqueles que discordam das decisões, mas no final o partido segue sempre as mesmas orientações. O Partido dos Trabalhadores oficializou a candidatura à reeleição da Presidente Dilma Rousseff em meio a um clima de inquietação e desconfiança de sua própria militância, afinal de contas as constantes vaias a Dilma pelo país à fora e a queda de popularidade que muito tem preocupado o partido nos últimos meses levaram alguns a engrossar o coro pedindo a volta do ex-presidente Lula como candidato ao Planalto.
     Lula sempre fez questão de deixar claro que o nome do PT seria mesmo o de Dilma e em momento algum alimentou as esperanças de que isso pudesse mudar, o que os líderes do partido fazem questão de pedir aos petistas que mude é a sua postura diante do que foi nominado pelo Presidente da legenda de "ódio" contra o PT, Dilma e o Governo.
     O ódio ao qual o PT se referiu é mais um elemento criado por integrantes do partido para justificar a baixa popularidade do Governo de Dilma Rousseff e assim tentar trazer para o seu lado aqueles que perderam a fé no modo petista de governar, assim como Lula criou a "elite branca" para tentar explicar na mídia as ofensas desferidas contra a mandatária do Brasil, Rui Falcão não economizou nos adjetivos para também chamar a razão uma parcela da sociedade, que para eles, acompanham os noticiários feitos por uma mídia tendenciosa, que prega a mentira e ódio contra o PT.
     Exageros à parte, Dilma Rousseff agora esta oficialmente em busca de uma reeleição, sem a sombra incomoda do ex-presidente e com tempo suficiente de campanha para reverter o quadro de queda livre nas intenções de voto e a baixa aprovação dos brasileiros, e ao contrário do que disse Lula, não é apenas a classe A que tem demonstrado insatisfação com o modo Dilma de conduzir o país. Mas isso é assunto para uma outra história...
Presidente do PT oficializa candidatura de Dilma à reeleição - Política - Estadão

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Declaração Carvalho de que as vaias à Dilma não foram apenas da "elite" causa mal-estar no PT

    É o tipo assunto que mexe dentro e fora de um partido político, a provável candidata da legenda e mandatária máxima do país é vaiada e ofendida a plenos pulmões por brasileiros, que segundo o ex-presidente Lula são uma minoria da "elite branca" paulistana, a oposição nadou de braçadas sobre o assunto e as declarações seguiram no sentido de que aquele seria o sentimento de todo o Brasil.


     Lula saiu em defesa da Presidente Dilma, e até se excedeu ao discriminar os agressores como membros da elite branca. O Ministro Gilberto Carvalho não poderia faltar numa hora destas, e eis que ele surge, impávido colosso para desferir as palavras que trariam tranquilidade à militância petista e daria um chega pra lá nos oportunistas da oposição. 

     Falou e a repercussão teve impacto negativo dentro do PT e acalmou ainda mais os oposicionistas, que até se apegaram nas palavras de Carvalho para dizer que aqueles que vaiaram Dilma na abertura da Copa, só estavam explicitando o sentimento que é de todo o país.

     O que disse Carvalho de tão sensacional para a oposição e desastroso para o Governo? Declarou o Ministro que as vaias não teriam partido apenas da elite brasileira, e sim de todas as classes sociais. Oposição em festa, petistas irados e a imprensa só observando qual será a próxima pérola que será desferida por um petista, que estão acionando a boca antes de ligar o cérebro, acabam municiando ainda mais os críticos e deixando a Presidente cada vez mais exposta a este tipo de situação.
Declaração de Carvalho causa mal-estar no PT - Política - Estadão


quarta-feira, 11 de junho de 2014

Servidores ocupam Câmara Municipal. Goiânia vive um momento delicado e pedido de impeachement do Prefeito é arquivado

Servidores da Saúde de Goiânia entram em greve: A principal reivindicação é o pagamento integral da data-base de 2014 ainda neste ano. Outras questões debatidas foram a segurança nas unidades de saúde, o pagamento do adicional de insalubridade, o cumprimento das deliberações da mesa de negociação, e a publicação do decreto de mudança de vínculo celetista para estatutário dos agentes comunitários de saudade e de combate às doenças endemias.
Trabalhadores municipais da Saúde de Goiânia deflagram greve | Jornal Opção

Com os aparelhos de ar-condicionado desligados, o local está bastante abafado, mas, ainda sim, cerca de cem profissionais permanecem no plenário. Durante o período de almoço, foi proibida a entrada de alimentos e bebidas no recinto. O coordenador conta que os professores temem que o episódio se repita durante o período noturno. A ocupação ocorreu durante a sessão plenária desta terça-feira logo após ser rejeitado pelos vereadores o pedido de abertura de comissão processante para analisar o impeachment do prefeito Paulo Garcia (PT). Na manhã desta quarta-feira (11), os professores irão decidir em assembleia os rumos da ocupação e do movimento grevista.
Sem água e energia, professores permanecem no plenário da Câmara de Goiânia | Jornal Opção

Paulo Garcia (PT) chamou de “tentativa de golpe” o protocolo que pretendia instalar a comissão processante para analisar o pedido de impeachment de seu mandato, rejeitado na Câmara de Vereadores nesta terça-feira (10/6). A situação gerou uma indignação “quase que insuperável” para ele por conta da irresponsabilidade, segundo falou durante pronunciamento manhã desta quarta-feira (11/6), no sexto andar do Paço Municipal. 
Paulo Garcia: impeachment foi tentativa de golpe e professores não têm o que reivindicar | Jornal Opção

Padre César relata que esteve no local como amigo dos arquitetos, e não como representante da Igreja Católica. Ele disse que, inclusive, não utilizava batina e estava vestido como uma pessoa comum. "Eles não pediram sacramento, não pediram nada disso, pediram uma oração", afirma. O padre relata ter rezado o Salmo 83 da Bíblia e feito um discurso sobre "a grandeza do amor e o respeito às pessoas".

Conforme as investigações, o ex-diretor da Petrobras ajudou empresas de fachada mantidas pelo doleiro Alberto Youssef a fechar contratos com a Petrobras, incluindo obras da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. Nessa operação, a PF estima que foram desviados R$ 400 milhões da obra, considerada superfaturada pelo Tribunal de Contas da União. A informação foi confirmada por fontes ligadas à investigação. Procurada, a defesa de Paulo Roberto ainda não se pronunciou sobre o bloqueio. A Justiça Federal do Paraná, responsável pelo inquérito da Lava Jato, afirmou que não vai se pronunciar sobre o pedido do Ministério Público da Suíça.

Depois de Barbosa ter anunciado o início do julgamento de ações sobre mudança nas bancadas dos estados na Câmara, o advogado Luiz Fernando Pacheco foi à tribuna e pediu autorização para falar. Pacheco não estava inscrito para falar, mas ele subiu à tribuna mesmo assim. O advogado reivindicou que fosse colocado na pauta desta quarta recurso de Genoino que pede para sair do presídio da Papuda e voltar para a prisão domiciliar. Nesta segunda (10), a defesa já tinha pedido que o caso fosse analisado com "urgência" em razão da suposta piora do estado de saúde do ex-deputado.





Seguidores