Assuntos de Goiás TV

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Grupo de Bandidos explode presídio e destrói casa em Guapó-Goiás | O criador de caso

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), onze presos fugiram e seis se feriram. 

Uma mulher, que estava na casa, também se machucou. Um vídeo mostra ela sendo socorrida por populares.

 
Ainda conforme a SSPAP, foram tomadas "medidas emergenciais para atendimento dos feridos e transferência dos demais presos". 
Policiais militares e civis foram acionados e conseguiram evitar novas fugas no local. 

A PM também está à procura dos detentos que escaparam. Já o Corpo de Bombeiros atua no local para prestar socorro às vítimas. 

terça-feira, 30 de maio de 2017

Visto como o maior traidor da história, Temer se agarra à faixa Presidencial e reclama de conspiração | Real Madrid CF Brasil

"Acredito que seja conspiração contra mim", disse Michel Temer a um aliado, depois de ter sido gravado em uma conversa com o empresário Joesley Batista apoiando a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PDMB-RJ), que está preso em Curitiba.

O Brasil é governado por bandidos, tem congressistas que legislam em causa própria ou para interesses de corruptores que pagam pelas leis com o dinheiro público que deveria estar a serviço dos direitos básicos da população. O Brasil que um dia foi considerado o país do futuro nem percebeu que os larápios políticos estavam roubando esse futuro aos poucos e com muita força.


 

aecim
A delação de Joesley Batista e seus irmãos não é nenhuma surpresa para os brasileiros, todo mundo já esperava por ela, após as revelações da Odebrecht. A caixa preta do BNDES tem nome e sobrenome, atende pela alcunha de JBS Friboi e pode complicar a vida de vários ex-ministros, governadores, deputados, senadores, enfim, a vida dos políticos da nação que só pensam em suas próprias regalias e nas benesses que um mandato pode proporcionar, por dentro e por fora. 


 Leia mais... Maior traidor da história do Brasil, Temer se diz alvo de conspiração | Brasil 24/7

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Visto como o maior traidor da história, Temer se agarra à faixa Presidencial e reclama de conspiração | Real Madrid CF Brasil

"Acredito que seja conspiração contra mim", disse Michel Temer a um aliado, depois de ter sido gravado em uma conversa com o empresário Joesley Batista apoiando a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PDMB-RJ), que está preso em Curitiba.

O Brasil é governado por bandidos, tem congressistas que legislam em causa própria ou para interesses de corruptores que pagam pelas leis com o dinheiro público que deveria estar a serviço dos direitos básicos da população. O Brasil que um dia foi considerado o país do futuro nem percebeu que os larápios políticos estavam roubando esse futuro aos poucos e com muita força.


 

aecim
A delação de Joesley Batista e seus irmãos não é nenhuma surpresa para os brasileiros, todo mundo já esperava por ela, após as revelações da Odebrecht. A caixa preta do BNDES tem nome e sobrenome, atende pela alcunha de JBS Friboi e pode complicar a vida de vários ex-ministros, governadores, deputados, senadores, enfim, a vida dos políticos da nação que só pensam em suas próprias regalias e nas benesses que um mandato pode proporcionar, por dentro e por fora. 


 Leia mais... Maior traidor da história do Brasil, Temer se diz alvo de conspiração | Brasil 24/7

domingo, 28 de maio de 2017

Ofensiva contra Lava Jato? Temer mexe na Justiça, mantém Serraglio ministro e o foro de Loures | Minha Otica Sobre Politica

O presidente Michel Temer decidiu hoje (28) trocar o comando dos ministérios da Justiça e Segurança Pública e da Transparência. Osmar Serraglio, que estava na Justiça desde março, assumirá a Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU), trocando de lugar com Torquato Jardim.
 

A saída de Serraglio foi anunciada pouco antes das 15h, por meio de nota, pela assessoria do Palácio do Planalto. Por volta das 16h30, assessores confirmaram que a mudança se trata, na verdade, de uma troca entre os titulares dos dois ministérios. O motivo da mudança não foi divulgado pelo governo.

Diretor da JBS Ricardo Saud cita Marconi Perillo e Jayme Rincón



Pouca gente tem duvidas que o Governador de Goiás poderá virar um novo Sérgio Cabral após terminar seu mandato. Delações da Odebrecht e agora da JBS mostram que o Governador de Goiás também é corrupto tanto quanto Sérgio Cabral. Uma pena para os goianos.

Visto como o maior traidor da história, Temer se agarra à faixa Presidencial e reclama de conspiração | Real Madrid CF Brasil

"Acredito que seja conspiração contra mim", disse Michel Temer a um aliado, depois de ter sido gravado em uma conversa com o empresário Joesley Batista apoiando a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PDMB-RJ), que está preso em Curitiba.

O Brasil é governado por bandidos, tem congressistas que legislam em causa própria ou para interesses de corruptores que pagam pelas leis com o dinheiro público que deveria estar a serviço dos direitos básicos da população. O Brasil que um dia foi considerado o país do futuro nem percebeu que os larápios políticos estavam roubando esse futuro aos poucos e com muita força.


 

aecim
A delação de Joesley Batista e seus irmãos não é nenhuma surpresa para os brasileiros, todo mundo já esperava por ela, após as revelações da Odebrecht. A caixa preta do BNDES tem nome e sobrenome, atende pela alcunha de JBS Friboi e pode complicar a vida de vários ex-ministros, governadores, deputados, senadores, enfim, a vida dos políticos da nação que só pensam em suas próprias regalias e nas benesses que um mandato pode proporcionar, por dentro e por fora. 


 Leia mais... Maior traidor da história do Brasil, Temer se diz alvo de conspiração | Brasil 24/7

sábado, 27 de maio de 2017

Se houver provas, acabou para Dilma: DELAÇÃO DEvastadora de MÔNICA MOURA NA LAVA JATO | Tribuna do Rei


Delação premiada dos marqueteiros João Santana e Monica Moura para lava jato.

Assim como vem ocorrendo com as delações que citam o ex-presidente Lula, agora a lama começa a subir para Dilma Rousseff, a acusadora Mônica Moura fala com segurança e propriedade de ações ilícitas as quais estão envolvidas grandes figuras da República. Marta Suplicy que abandonou o barco petista quando a casa começou a cair, se vê agora bastante enrolada na delação da marqueteira do PT, da mesma forma a Senadora Gleisi Hoffmann com seu belo narizinho arrebitado terá muito o que explicar caso as provas do que afirmou a delatora venham a tona neste mar de lama.
O Brasil se vê as voltas com denuncias graves, enquanto os integrantes do Ministério Público e do Poder Judiciário perdem tempo se atacando mutuamente, numa clara intenção de desviar o foco das acusações que por si só são gravíssimas. Mônica Moura e seu marido João Santana devem ter provas cabais que podem complicar a situação de Lula, Dilma, Gleisi, Marta, Lindberg e... 

Se houver provas, acabou para Dilma: DELAÇÃO DEvastadora de MÔNICA MOURA NA LAVA JATO | Tribuna do Rei


Delação premiada dos marqueteiros João Santana e Monica Moura para lava jato.

Assim como vem ocorrendo com as delações que citam o ex-presidente Lula, agora a lama começa a subir para Dilma Rousseff, a acusadora Mônica Moura fala com segurança e propriedade de ações ilícitas as quais estão envolvidas grandes figuras da República. Marta Suplicy que abandonou o barco petista quando a casa começou a cair, se vê agora bastante enrolada na delação da marqueteira do PT, da mesma forma a Senadora Gleisi Hoffmann com seu belo narizinho arrebitado terá muito o que explicar caso as provas do que afirmou a delatora venham a tona neste mar de lama.
O Brasil se vê as voltas com denuncias graves, enquanto os integrantes do Ministério Público e do Poder Judiciário perdem tempo se atacando mutuamente, numa clara intenção de desviar o foco das acusações que por si só são gravíssimas. Mônica Moura e seu marido João Santana devem ter provas cabais que podem complicar a situação de Lula, Dilma, Gleisi, Marta, Lindberg e... 

Diretor da JBS Ricardo Saud cita Marconi Perillo e Jayme Rincón



Pouca gente tem duvidas que o Governador de Goiás poderá virar um novo Sérgio Cabral após terminar seu mandato. Delações da Odebrecht e agora da JBS mostram que o Governador de Goiás também é corrupto tanto quanto Sérgio Cabral. Uma pena para os goianos.

Diretor da JBS Ricardo Saud cita Marconi Perillo e Jayme Rincón



Pouca gente tem duvidas que o Governador de Goiás poderá virar um novo Sérgio Cabral após terminar seu mandato. Delações da Odebrecht e agora da JBS mostram que o Governador de Goiás também é corrupto tanto quanto Sérgio Cabral. Uma pena para os goianos.

Visto como o maior traidor da história, Temer se agarra à faixa Presidencial e reclama de conspiração | Real Madrid CF Brasil

"Acredito que seja conspiração contra mim", disse Michel Temer a um aliado, depois de ter sido gravado em uma conversa com o empresário Joesley Batista apoiando a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PDMB-RJ), que está preso em Curitiba.

O Brasil é governado por bandidos, tem congressistas que legislam em causa própria ou para interesses de corruptores que pagam pelas leis com o dinheiro público que deveria estar a serviço dos direitos básicos da população. O Brasil que um dia foi considerado o país do futuro nem percebeu que os larápios políticos estavam roubando esse futuro aos poucos e com muita força.


 

aecim
A delação de Joesley Batista e seus irmãos não é nenhuma surpresa para os brasileiros, todo mundo já esperava por ela, após as revelações da Odebrecht. A caixa preta do BNDES tem nome e sobrenome, atende pela alcunha de JBS Friboi e pode complicar a vida de vários ex-ministros, governadores, deputados, senadores, enfim, a vida dos políticos da nação que só pensam em suas próprias regalias e nas benesses que um mandato pode proporcionar, por dentro e por fora. 


 Leia mais... Maior traidor da história do Brasil, Temer se diz alvo de conspiração | Brasil 24/7

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Diretor da JBS Ricardo Saud cita Marconi Perillo e Jayme Rincón



Pouca gente tem duvidas que o Governador de Goiás poderá virar um novo Sérgio Cabral após terminar seu mandato. Delações da Odebrecht e agora da JBS mostram que o Governador de Goiás também é corrupto tanto quanto Sérgio Cabral. Uma pena para os goianos.

Diretor da JBS Ricardo Saud cita Marconi Perillo e Jayme Rincón



Pouca gente tem duvidas que o Governador de Goiás poderá virar um novo Sérgio Cabral após terminar seu mandato. Delações da Odebrecht e agora da JBS mostram que o Governador de Goiás também é corrupto tanto quanto Sérgio Cabral. Uma pena para os goianos.

Visto como o maior traidor da história, Temer se agarra à faixa Presidencial e reclama de conspiração | Real Madrid CF Brasil

"Acredito que seja conspiração contra mim", disse Michel Temer a um aliado, depois de ter sido gravado em uma conversa com o empresário Joesley Batista apoiando a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PDMB-RJ), que está preso em Curitiba.

O Brasil é governado por bandidos, tem congressistas que legislam em causa própria ou para interesses de corruptores que pagam pelas leis com o dinheiro público que deveria estar a serviço dos direitos básicos da população. O Brasil que um dia foi considerado o país do futuro nem percebeu que os larápios políticos estavam roubando esse futuro aos poucos e com muita força.


 

aecim
A delação de Joesley Batista e seus irmãos não é nenhuma surpresa para os brasileiros, todo mundo já esperava por ela, após as revelações da Odebrecht. A caixa preta do BNDES tem nome e sobrenome, atende pela alcunha de JBS Friboi e pode complicar a vida de vários ex-ministros, governadores, deputados, senadores, enfim, a vida dos políticos da nação que só pensam em suas próprias regalias e nas benesses que um mandato pode proporcionar, por dentro e por fora. 


 Leia mais... Maior traidor da história do Brasil, Temer se diz alvo de conspiração | Brasil 24/7

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Crise política no Brasil


Os jornalistas Haisem Abaki e José Nêumanne Pinto debatem com a professora Roseli Coelho a crise política no governo Michel Temer; acompanhe

Diretor da JBS Ricardo Saud cita Marconi Perillo e Jayme Rincón



Pouca gente tem duvidas que o Governador de Goiás poderá virar um novo Sérgio Cabral após terminar seu mandato. Delações da Odebrecht e agora da JBS mostram que o Governador de Goiás também é corrupto tanto quanto Sérgio Cabral. Uma pena para os goianos.

Diretor da JBS Ricardo Saud cita Marconi Perillo e Jayme Rincón



Pouca gente tem duvidas que o Governador de Goiás poderá virar um novo Sérgio Cabral após terminar seu mandato. Delações da Odebrecht e agora da JBS mostram que o Governador de Goiás também é corrupto tanto quanto Sérgio Cabral. Uma pena para os goianos.

Visto como o maior traidor da história, Temer se agarra à faixa Presidencial e reclama de conspiração | Real Madrid CF Brasil

"Acredito que seja conspiração contra mim", disse Michel Temer a um aliado, depois de ter sido gravado em uma conversa com o empresário Joesley Batista apoiando a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PDMB-RJ), que está preso em Curitiba.

O Brasil é governado por bandidos, tem congressistas que legislam em causa própria ou para interesses de corruptores que pagam pelas leis com o dinheiro público que deveria estar a serviço dos direitos básicos da população. O Brasil que um dia foi considerado o país do futuro nem percebeu que os larápios políticos estavam roubando esse futuro aos poucos e com muita força.


 

aecim
A delação de Joesley Batista e seus irmãos não é nenhuma surpresa para os brasileiros, todo mundo já esperava por ela, após as revelações da Odebrecht. A caixa preta do BNDES tem nome e sobrenome, atende pela alcunha de JBS Friboi e pode complicar a vida de vários ex-ministros, governadores, deputados, senadores, enfim, a vida dos políticos da nação que só pensam em suas próprias regalias e nas benesses que um mandato pode proporcionar, por dentro e por fora. 


 Leia mais... Maior traidor da história do Brasil, Temer se diz alvo de conspiração | Brasil 24/7

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Diretor da JBS Ricardo Saud cita Marconi Perillo e Jayme Rincón



Pouca gente tem duvidas que o Governador de Goiás poderá virar um novo Sérgio Cabral após terminar seu mandato. Delações da Odebrecht e agora da JBS mostram que o Governador de Goiás também é corrupto tanto quanto Sérgio Cabral. Uma pena para os goianos.

Diretor da JBS Ricardo Saud cita Marconi Perillo e Jayme Rincón



Pouca gente tem duvidas que o Governador de Goiás poderá virar um novo Sérgio Cabral após terminar seu mandato. Delações da Odebrecht e agora da JBS mostram que o Governador de Goiás também é corrupto tanto quanto Sérgio Cabral. Uma pena para os goianos.

Visto como o maior traidor da história, Temer se agarra à faixa Presidencial e reclama de conspiração | Real Madrid CF Brasil

"Acredito que seja conspiração contra mim", disse Michel Temer a um aliado, depois de ter sido gravado em uma conversa com o empresário Joesley Batista apoiando a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PDMB-RJ), que está preso em Curitiba.

O Brasil é governado por bandidos, tem congressistas que legislam em causa própria ou para interesses de corruptores que pagam pelas leis com o dinheiro público que deveria estar a serviço dos direitos básicos da população. O Brasil que um dia foi considerado o país do futuro nem percebeu que os larápios políticos estavam roubando esse futuro aos poucos e com muita força.


 

aecim
A delação de Joesley Batista e seus irmãos não é nenhuma surpresa para os brasileiros, todo mundo já esperava por ela, após as revelações da Odebrecht. A caixa preta do BNDES tem nome e sobrenome, atende pela alcunha de JBS Friboi e pode complicar a vida de vários ex-ministros, governadores, deputados, senadores, enfim, a vida dos políticos da nação que só pensam em suas próprias regalias e nas benesses que um mandato pode proporcionar, por dentro e por fora. 


 Leia mais... Maior traidor da história do Brasil, Temer se diz alvo de conspiração | Brasil 24/7

Se achando João Dória esnoba ‘padrinhos’ políticos e diz que candidato é quem estiver melhor | Blog de Goiânia

Cristão novo no ninho Tucano, o populista Dória esta mesmo se achando, sem empolgar nas pesquisas como gostaria, ele esta satisfeito por ser o nome Tucano melhor avaliado pelos institutos, mas perdendo até mesmo para Jair Bolsonaro, o Prefeito de São Paulo acredita que se for ele o candidato ao Planalto terá que superar o fenômeno Luiz Inácio Lula da Silva, e até por isso, acorda pensando em Lula, passa o dia falando de Lula e vai dormir sonhando com Lula. 

Ao defender as prévias, Dória coloca em lados opostos quem foi citado em escândalos de corrupção e quem não foi, acreditando que suas ações midiáticas podem superar gestores como Geraldo Alkimin, Beto Richa ou Marconi Perillo. 
 
O prefeito de São Paulo, João Doria, já deu sinais mais claros de que vai apunhalar seus padrinhos políticos, Geraldo Alckmin e Marconi Perillo, na corrida tucana para subir a rampa do Palácio do Planalto em 2018. 

Recentemente em evento em Nova York, Doria mudou o discurso, mesmo estando na presença do Governador de São Paulo, ao invés de defender a candidatura dele como sempre faz desde que assumiu a Prefeitura da capital paulista, Dória se disse favorável à realização de prévias entre os tucanos e falou que o candidato da legenda será aquele com melhor melhores condições no momento: "O PSDB não vai fugir dessa missão. Será candidato do PSDB aquele que tiver melhor posição perante a opinião pública. Aquele que representa o interesse popular", afirmou sem mostrar nenhum receio em relação a Geraldo Alkimin.

terça-feira, 23 de maio de 2017

Às voltas com a Lava Jato Geraldo Alckmin se aborreceu com João Doria em viagem a Nova York, diz revista – Profissão Político



A Revista Veja revela na coluna Radar que o Governador de São Paulo não gostou de ser tratado como eminência parda do Prefeito de São Paulo, João Doria não conseguiu disfarçar sua alegria ao saber do escândalo envolvendo o Senador Aécio Neves. 

Ao se colocar como protagonista na política brasileira, tentando viabilizar seu nome como o único capaz de enfrentar Lula na atual conjuntura do país.

João Doria colocou Alkimin em segundo plano, já que o Governador também esta às voltas coma a corrupção da Odebrebrecht e da JBS
.

Diretor da JBS Ricardo Saud cita Marconi Perillo e Jayme Rincón



Pouca gente tem duvidas que o Governador de Goiás poderá virar um novo Sérgio Cabral após terminar seu mandato. Delações da Odebrecht e agora da JBS mostram que o Governador de Goiás também é corrupto tanto quanto Sérgio Cabral. Uma pena para os goianos.

Diretor da JBS Ricardo Saud cita Marconi Perillo e Jayme Rincón



Pouca gente tem duvidas que o Governador de Goiás poderá virar um novo Sérgio Cabral após terminar seu mandato. Delações da Odebrecht e agora da JBS mostram que o Governador de Goiás também é corrupto tanto quanto Sérgio Cabral. Uma pena para os goianos.

Se achando João Dória esnoba ‘padrinhos’ políticos e diz que candidato é quem estiver melhor | Blog de Goiânia

Cristão novo no ninho Tucano, o populista Dória esta mesmo se achando, sem empolgar nas pesquisas como gostaria, ele esta satisfeito por ser o nome Tucano melhor avaliado pelos institutos, mas perdendo até mesmo para Jair Bolsonaro, o Prefeito de São Paulo acredita que se for ele o candidato ao Planalto terá que superar o fenômeno Luiz Inácio Lula da Silva, e até por isso, acorda pensando em Lula, passa o dia falando de Lula e vai dormir sonhando com Lula. 

Ao defender as prévias, Dória coloca em lados opostos quem foi citado em escândalos de corrupção e quem não foi, acreditando que suas ações midiáticas podem superar gestores como Geraldo Alkimin, Beto Richa ou Marconi Perillo. 
 
O prefeito de São Paulo, João Doria, já deu sinais mais claros de que vai apunhalar seus padrinhos políticos, Geraldo Alckmin e Marconi Perillo, na corrida tucana para subir a rampa do Palácio do Planalto em 2018. 

Recentemente em evento em Nova York, Doria mudou o discurso, mesmo estando na presença do Governador de São Paulo, ao invés de defender a candidatura dele como sempre faz desde que assumiu a Prefeitura da capital paulista, Dória se disse favorável à realização de prévias entre os tucanos e falou que o candidato da legenda será aquele com melhor melhores condições no momento: "O PSDB não vai fugir dessa missão. Será candidato do PSDB aquele que tiver melhor posição perante a opinião pública. Aquele que representa o interesse popular", afirmou sem mostrar nenhum receio em relação a Geraldo Alkimin.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

“Cometeu o crime perfeito”, diz Michel Temer sobre delação da JBS em pronunciamento a Nação | Questão de audiência

A sobrevivência de Michel Temer à frente do governo vai aos poucos sendo minada por aliados que não enxergam mais no ex-vice decorativo condições morais para continuar na cadeira de Presidente. A Executiva Nacional do PSB decidiu, durante reunião na sede do partido na manhã deste sábado (20) em Brasília, que o partido romperá definitivamente com o governo Michel Temer. 

O PSDB, tão enrascado quanto Temer por conta das travessuras de seu presidente afastado, pode ser o próximo partido a deixar a base aliada. Ninguém no partido tem dúvidas em execrar o Senador Aécio Neves, suspeito de corrupção até quinta geração e principal causador das piores crises políticas da história recente do Brasil. Não esta descartado o desembarque de outras legendas ainda neste final de semana, uma vez que para os dirigentes partidários, Michel Temer não tem mais condições de ficar à frente do governo com tamanha impopularidade. 
 Leia também... “Cometeu o crime perfeito”, diz Temer sobre Joesley | EXAME.com - Negócios, economia, tecnologia e carreira

Visto como o maior traidor da história, Temer se agarra à faixa Presidencial e reclama de conspiração | Real Madrid CF Brasil

"Acredito que seja conspiração contra mim", disse Michel Temer a um aliado, depois de ter sido gravado em uma conversa com o empresário Joesley Batista apoiando a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PDMB-RJ), que está preso em Curitiba.

O Brasil é governado por bandidos, tem congressistas que legislam em causa própria ou para interesses de corruptores que pagam pelas leis com o dinheiro público que deveria estar a serviço dos direitos básicos da população. O Brasil que um dia foi considerado o país do futuro nem percebeu que os larápios políticos estavam roubando esse futuro aos poucos e com muita força.


 

aecim
A delação de Joesley Batista e seus irmãos não é nenhuma surpresa para os brasileiros, todo mundo já esperava por ela, após as revelações da Odebrecht. A caixa preta do BNDES tem nome e sobrenome, atende pela alcunha de JBS Friboi e pode complicar a vida de vários ex-ministros, governadores, deputados, senadores, enfim, a vida dos políticos da nação que só pensam em suas próprias regalias e nas benesses que um mandato pode proporcionar, por dentro e por fora. 


 Leia mais... Maior traidor da história do Brasil, Temer se diz alvo de conspiração | Brasil 24/7

Às voltas com a Lava Jato Geraldo Alckmin se aborreceu com João Doria em viagem a Nova York, diz revista – Profissão Político



A Revista Veja revela na coluna Radar que o Governador de São Paulo não gostou de ser tratado como eminência parda do Prefeito de São Paulo, João Doria não conseguiu disfarçar sua alegria ao saber do escândalo envolvendo o Senador Aécio Neves. 

Ao se colocar como protagonista na política brasileira, tentando viabilizar seu nome como o único capaz de enfrentar Lula na atual conjuntura do país.

João Doria colocou Alkimin em segundo plano, já que o Governador também esta às voltas coma a corrupção da Odebrebrecht e da JBS
.

Se achando João Dória esnoba ‘padrinhos’ políticos e diz que candidato é quem estiver melhor | Blog de Goiânia

Cristão novo no ninho Tucano, o populista Dória esta mesmo se achando, sem empolgar nas pesquisas como gostaria, ele esta satisfeito por ser o nome Tucano melhor avaliado pelos institutos, mas perdendo até mesmo para Jair Bolsonaro, o Prefeito de São Paulo acredita que se for ele o candidato ao Planalto terá que superar o fenômeno Luiz Inácio Lula da Silva, e até por isso, acorda pensando em Lula, passa o dia falando de Lula e vai dormir sonhando com Lula. 

Ao defender as prévias, Dória coloca em lados opostos quem foi citado em escândalos de corrupção e quem não foi, acreditando que suas ações midiáticas podem superar gestores como Geraldo Alkimin, Beto Richa ou Marconi Perillo. 
 
O prefeito de São Paulo, João Doria, já deu sinais mais claros de que vai apunhalar seus padrinhos políticos, Geraldo Alckmin e Marconi Perillo, na corrida tucana para subir a rampa do Palácio do Planalto em 2018. 

Recentemente em evento em Nova York, Doria mudou o discurso, mesmo estando na presença do Governador de São Paulo, ao invés de defender a candidatura dele como sempre faz desde que assumiu a Prefeitura da capital paulista, Dória se disse favorável à realização de prévias entre os tucanos e falou que o candidato da legenda será aquele com melhor melhores condições no momento: "O PSDB não vai fugir dessa missão. Será candidato do PSDB aquele que tiver melhor posição perante a opinião pública. Aquele que representa o interesse popular", afirmou sem mostrar nenhum receio em relação a Geraldo Alkimin.

domingo, 21 de maio de 2017

“Cometeu o crime perfeito”, diz Michel Temer sobre delação da JBS em pronunciamento a Nação | Questão de audiência

A sobrevivência de Michel Temer à frente do governo vai aos poucos sendo minada por aliados que não enxergam mais no ex-vice decorativo condições morais para continuar na cadeira de Presidente. A Executiva Nacional do PSB decidiu, durante reunião na sede do partido na manhã deste sábado (20) em Brasília, que o partido romperá definitivamente com o governo Michel Temer. 

O PSDB, tão enrascado quanto Temer por conta das travessuras de seu presidente afastado, pode ser o próximo partido a deixar a base aliada. Ninguém no partido tem dúvidas em execrar o Senador Aécio Neves, suspeito de corrupção até quinta geração e principal causador das piores crises políticas da história recente do Brasil. Não esta descartado o desembarque de outras legendas ainda neste final de semana, uma vez que para os dirigentes partidários, Michel Temer não tem mais condições de ficar à frente do governo com tamanha impopularidade. 
 Leia também... “Cometeu o crime perfeito”, diz Temer sobre Joesley | EXAME.com - Negócios, economia, tecnologia e carreira

Visto como o maior traidor da história, Temer se agarra à faixa Presidencial e reclama de conspiração | Real Madrid CF Brasil

"Acredito que seja conspiração contra mim", disse Michel Temer a um aliado, depois de ter sido gravado em uma conversa com o empresário Joesley Batista apoiando a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PDMB-RJ), que está preso em Curitiba.

O Brasil é governado por bandidos, tem congressistas que legislam em causa própria ou para interesses de corruptores que pagam pelas leis com o dinheiro público que deveria estar a serviço dos direitos básicos da população. O Brasil que um dia foi considerado o país do futuro nem percebeu que os larápios políticos estavam roubando esse futuro aos poucos e com muita força.


 

aecim
A delação de Joesley Batista e seus irmãos não é nenhuma surpresa para os brasileiros, todo mundo já esperava por ela, após as revelações da Odebrecht. A caixa preta do BNDES tem nome e sobrenome, atende pela alcunha de JBS Friboi e pode complicar a vida de vários ex-ministros, governadores, deputados, senadores, enfim, a vida dos políticos da nação que só pensam em suas próprias regalias e nas benesses que um mandato pode proporcionar, por dentro e por fora. 


 Leia mais... Maior traidor da história do Brasil, Temer se diz alvo de conspiração | Brasil 24/7

Impeachment, cassação ou renúncia? Fator Lula pode levar aliados a apoiar permanência de Temer | Conexões com o Mundo

A delação dos irmãos Joesley e Wesley Batista é cercada de pontos obscuros, tanto aos olhos da direita chucra, quanto dos Petralhas mais apaixonados desde a queda de Dilma Rousseff. A gravação foi editada, adulterada em pontos cruciais do dialogo afim de incriminar alguém, no caso o presidente da República. 

Aécio Neves, também comprometido com essa delação, não tem ainda no que se agarrar, pois foi gravado, teve o dinheiro rastreado e viu os elos fracos que o ligam a propina serem presos no dia seguinte as revelações de Lauro Jardim.
 

02/09/2016- São Paulo- SP, Brasil- O ex-presidente Lula participa da Reunião da Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores (PT) em São Paulo. Foto: Ricardo Stuckert / Instituto Lula


Posto isso é necessário esclarecer que, mesmo que tenha havido edições no áudio, não minimiza a gravidade do seu conteúdo, não tem como dizer que o Presidente Michel Temer esta inocente na história, pois o delator confessou lhe vários crimes e o mandatário da nação sequer informou as autoridades para que as investigações fossem feitas. O ponto nevrálgico deste imbróglio é o fato de que a PGR e o Supremo terem feito um acordo de colaboração sem nenhuma transparência, em que pese o delator ter entregado provas contundentes, mas os mesmos sequer foram presos ou vão usar tornozeleira eletrônica... Estranhíssimo ou não? 

Num primeiro momento, o Brasil inteiro foi atrás do que noticiava a Rede Globo, de forma unida estavam a Direita Chucra e os entusiasmados petistas pedindo a cabeça de Michel Temer e a prisão imediata de Aécio Neves. Passadas 72 horas das revelações Michel Temer não renunciou e a grande mídia juntamente com a Direita Chucra caiu em si que a derrocada dos golpistas de 2016, capitaneados por Aécio Neves e Michel Temer, pode significar um Lula ainda mais forte para a disputa de 2018 e a consequente ressurreição do Partido dos Trabalhadores, a "Geni" preferida da Lava jato. 

A chance de que o PT não ressurja no horizonte do Brasil, passa obrigatoriamente pela salvação de Michel Temer, mesmo que isso implique anular a delação da JBS, justo aquela que mais se aproximou de Lula em pouco mais de dois anos de Operação Lava Jato. Aécio Neves já é uma outra configuração, seus crimes, com ou sem delação já estão mais do que comprovados e a cadeia será o seu destino mais cedo ou mais tarde.

Às voltas com a Lava Jato Geraldo Alckmin se aborreceu com João Doria em viagem a Nova York, diz revista – Profissão Político



A Revista Veja revela na coluna Radar que o Governador de São Paulo não gostou de ser tratado como eminência parda do Prefeito de São Paulo, João Doria não conseguiu disfarçar sua alegria ao saber do escândalo envolvendo o Senador Aécio Neves. 

Ao se colocar como protagonista na política brasileira, tentando viabilizar seu nome como o único capaz de enfrentar Lula na atual conjuntura do país.

João Doria colocou Alkimin em segundo plano, já que o Governador também esta às voltas coma a corrupção da Odebrebrecht e da JBS
.

Se achando João Dória esnoba ‘padrinhos’ políticos e diz que candidato é quem estiver melhor | Blog de Goiânia

Cristão novo no ninho Tucano, o populista Dória esta mesmo se achando, sem empolgar nas pesquisas como gostaria, ele esta satisfeito por ser o nome Tucano melhor avaliado pelos institutos, mas perdendo até mesmo para Jair Bolsonaro, o Prefeito de São Paulo acredita que se for ele o candidato ao Planalto terá que superar o fenômeno Luiz Inácio Lula da Silva, e até por isso, acorda pensando em Lula, passa o dia falando de Lula e vai dormir sonhando com Lula. 

Ao defender as prévias, Dória coloca em lados opostos quem foi citado em escândalos de corrupção e quem não foi, acreditando que suas ações midiáticas podem superar gestores como Geraldo Alkimin, Beto Richa ou Marconi Perillo. 
 
O prefeito de São Paulo, João Doria, já deu sinais mais claros de que vai apunhalar seus padrinhos políticos, Geraldo Alckmin e Marconi Perillo, na corrida tucana para subir a rampa do Palácio do Planalto em 2018. 

Recentemente em evento em Nova York, Doria mudou o discurso, mesmo estando na presença do Governador de São Paulo, ao invés de defender a candidatura dele como sempre faz desde que assumiu a Prefeitura da capital paulista, Dória se disse favorável à realização de prévias entre os tucanos e falou que o candidato da legenda será aquele com melhor melhores condições no momento: "O PSDB não vai fugir dessa missão. Será candidato do PSDB aquele que tiver melhor posição perante a opinião pública. Aquele que representa o interesse popular", afirmou sem mostrar nenhum receio em relação a Geraldo Alkimin.

sábado, 20 de maio de 2017

“Cometeu o crime perfeito”, diz Michel Temer sobre delação da JBS em pronunciamento a Nação | Questão de audiência

A sobrevivência de Michel Temer à frente do governo vai aos poucos sendo minada por aliados que não enxergam mais no ex-vice decorativo condições morais para continuar na cadeira de Presidente. A Executiva Nacional do PSB decidiu, durante reunião na sede do partido na manhã deste sábado (20) em Brasília, que o partido romperá definitivamente com o governo Michel Temer. 

O PSDB, tão enrascado quanto Temer por conta das travessuras de seu presidente afastado, pode ser o próximo partido a deixar a base aliada. Ninguém no partido tem dúvidas em execrar o Senador Aécio Neves, suspeito de corrupção até quinta geração e principal causador das piores crises políticas da história recente do Brasil. Não esta descartado o desembarque de outras legendas ainda neste final de semana, uma vez que para os dirigentes partidários, Michel Temer não tem mais condições de ficar à frente do governo com tamanha impopularidade. 
 Leia também... “Cometeu o crime perfeito”, diz Temer sobre Joesley | EXAME.com - Negócios, economia, tecnologia e carreira

Visto como o maior traidor da história, Temer se agarra à faixa Presidencial e reclama de conspiração | Real Madrid CF Brasil

"Acredito que seja conspiração contra mim", disse Michel Temer a um aliado, depois de ter sido gravado em uma conversa com o empresário Joesley Batista apoiando a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PDMB-RJ), que está preso em Curitiba.

O Brasil é governado por bandidos, tem congressistas que legislam em causa própria ou para interesses de corruptores que pagam pelas leis com o dinheiro público que deveria estar a serviço dos direitos básicos da população. O Brasil que um dia foi considerado o país do futuro nem percebeu que os larápios políticos estavam roubando esse futuro aos poucos e com muita força.


 

aecim
A delação de Joesley Batista e seus irmãos não é nenhuma surpresa para os brasileiros, todo mundo já esperava por ela, após as revelações da Odebrecht. A caixa preta do BNDES tem nome e sobrenome, atende pela alcunha de JBS Friboi e pode complicar a vida de vários ex-ministros, governadores, deputados, senadores, enfim, a vida dos políticos da nação que só pensam em suas próprias regalias e nas benesses que um mandato pode proporcionar, por dentro e por fora. 


 Leia mais... Maior traidor da história do Brasil, Temer se diz alvo de conspiração | Brasil 24/7

Se houver provas, acabou para Dilma: DELAÇÃO DEvastadora de MÔNICA MOURA NA LAVA JATO | Tribuna do Rei


Delação premiada dos marqueteiros João Santana e Monica Moura para lava jato.

Assim como vem ocorrendo com as delações que citam o ex-presidente Lula, agora a lama começa a subir para Dilma Rousseff, a acusadora Mônica Moura fala com segurança e propriedade de ações ilícitas as quais estão envolvidas grandes figuras da República. Marta Suplicy que abandonou o barco petista quando a casa começou a cair, se vê agora bastante enrolada na delação da marqueteira do PT, da mesma forma a Senadora Gleisi Hoffmann com seu belo narizinho arrebitado terá muito o que explicar caso as provas do que afirmou a delatora venham a tona neste mar de lama.
O Brasil se vê as voltas com denuncias graves, enquanto os integrantes do Ministério Público e do Poder Judiciário perdem tempo se atacando mutuamente, numa clara intenção de desviar o foco das acusações que por si só são gravíssimas. Mônica Moura e seu marido João Santana devem ter provas cabais que podem complicar a situação de Lula, Dilma, Gleisi, Marta, Lindberg e... 

Se houver provas, acabou para Dilma: DELAÇÃO DEvastadora de MÔNICA MOURA NA LAVA JATO | Tribuna do Rei


Delação premiada dos marqueteiros João Santana e Monica Moura para lava jato.

Assim como vem ocorrendo com as delações que citam o ex-presidente Lula, agora a lama começa a subir para Dilma Rousseff, a acusadora Mônica Moura fala com segurança e propriedade de ações ilícitas as quais estão envolvidas grandes figuras da República. Marta Suplicy que abandonou o barco petista quando a casa começou a cair, se vê agora bastante enrolada na delação da marqueteira do PT, da mesma forma a Senadora Gleisi Hoffmann com seu belo narizinho arrebitado terá muito o que explicar caso as provas do que afirmou a delatora venham a tona neste mar de lama.
O Brasil se vê as voltas com denuncias graves, enquanto os integrantes do Ministério Público e do Poder Judiciário perdem tempo se atacando mutuamente, numa clara intenção de desviar o foco das acusações que por si só são gravíssimas. Mônica Moura e seu marido João Santana devem ter provas cabais que podem complicar a situação de Lula, Dilma, Gleisi, Marta, Lindberg e... 

Se achando João Dória esnoba ‘padrinhos’ políticos e diz que candidato é quem estiver melhor | Blog de Goiânia

Cristão novo no ninho Tucano, o populista Dória esta mesmo se achando, sem empolgar nas pesquisas como gostaria, ele esta satisfeito por ser o nome Tucano melhor avaliado pelos institutos, mas perdendo até mesmo para Jair Bolsonaro, o Prefeito de São Paulo acredita que se for ele o candidato ao Planalto terá que superar o fenômeno Luiz Inácio Lula da Silva, e até por isso, acorda pensando em Lula, passa o dia falando de Lula e vai dormir sonhando com Lula. 

Ao defender as prévias, Dória coloca em lados opostos quem foi citado em escândalos de corrupção e quem não foi, acreditando que suas ações midiáticas podem superar gestores como Geraldo Alkimin, Beto Richa ou Marconi Perillo. 
 
O prefeito de São Paulo, João Doria, já deu sinais mais claros de que vai apunhalar seus padrinhos políticos, Geraldo Alckmin e Marconi Perillo, na corrida tucana para subir a rampa do Palácio do Planalto em 2018. 

Recentemente em evento em Nova York, Doria mudou o discurso, mesmo estando na presença do Governador de São Paulo, ao invés de defender a candidatura dele como sempre faz desde que assumiu a Prefeitura da capital paulista, Dória se disse favorável à realização de prévias entre os tucanos e falou que o candidato da legenda será aquele com melhor melhores condições no momento: "O PSDB não vai fugir dessa missão. Será candidato do PSDB aquele que tiver melhor posição perante a opinião pública. Aquele que representa o interesse popular", afirmou sem mostrar nenhum receio em relação a Geraldo Alkimin.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Se achando João Dória esnoba ‘padrinhos’ políticos e diz que candidato é quem estiver melhor | Blog de Goiânia

Cristão novo no ninho Tucano, o populista Dória esta mesmo se achando, sem empolgar nas pesquisas como gostaria, ele esta satisfeito por ser o nome Tucano melhor avaliado pelos institutos, mas perdendo até mesmo para Jair Bolsonaro, o Prefeito de São Paulo acredita que se for ele o candidato ao Planalto terá que superar o fenômeno Luiz Inácio Lula da Silva, e até por isso, acorda pensando em Lula, passa o dia falando de Lula e vai dormir sonhando com Lula. 

Ao defender as prévias, Dória coloca em lados opostos quem foi citado em escândalos de corrupção e quem não foi, acreditando que suas ações midiáticas podem superar gestores como Geraldo Alkimin, Beto Richa ou Marconi Perillo. 
 
O prefeito de São Paulo, João Doria, já deu sinais mais claros de que vai apunhalar seus padrinhos políticos, Geraldo Alckmin e Marconi Perillo, na corrida tucana para subir a rampa do Palácio do Planalto em 2018. 

Recentemente em evento em Nova York, Doria mudou o discurso, mesmo estando na presença do Governador de São Paulo, ao invés de defender a candidatura dele como sempre faz desde que assumiu a Prefeitura da capital paulista, Dória se disse favorável à realização de prévias entre os tucanos e falou que o candidato da legenda será aquele com melhor melhores condições no momento: "O PSDB não vai fugir dessa missão. Será candidato do PSDB aquele que tiver melhor posição perante a opinião pública. Aquele que representa o interesse popular", afirmou sem mostrar nenhum receio em relação a Geraldo Alkimin.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Se achando João Dória esnoba ‘padrinhos’ políticos e diz que candidato é quem estiver melhor | Blog de Goiânia

Cristão novo no ninho Tucano, o populista Dória esta mesmo se achando, sem empolgar nas pesquisas como gostaria, ele esta satisfeito por ser o nome Tucano melhor avaliado pelos institutos, mas perdendo até mesmo para Jair Bolsonaro, o Prefeito de São Paulo acredita que se for ele o candidato ao Planalto terá que superar o fenômeno Luiz Inácio Lula da Silva, e até por isso, acorda pensando em Lula, passa o dia falando de Lula e vai dormir sonhando com Lula. 

Ao defender as prévias, Dória coloca em lados opostos quem foi citado em escândalos de corrupção e quem não foi, acreditando que suas ações midiáticas podem superar gestores como Geraldo Alkimin, Beto Richa ou Marconi Perillo. 
 
O prefeito de São Paulo, João Doria, já deu sinais mais claros de que vai apunhalar seus padrinhos políticos, Geraldo Alckmin e Marconi Perillo, na corrida tucana para subir a rampa do Palácio do Planalto em 2018. 

Recentemente em evento em Nova York, Doria mudou o discurso, mesmo estando na presença do Governador de São Paulo, ao invés de defender a candidatura dele como sempre faz desde que assumiu a Prefeitura da capital paulista, Dória se disse favorável à realização de prévias entre os tucanos e falou que o candidato da legenda será aquele com melhor melhores condições no momento: "O PSDB não vai fugir dessa missão. Será candidato do PSDB aquele que tiver melhor posição perante a opinião pública. Aquele que representa o interesse popular", afirmou sem mostrar nenhum receio em relação a Geraldo Alkimin.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Esculhambação com dinheiro público: Palácio do Planalto emprega babá de Michelzinho como assessora – O país da Esculhambação

O Palácio do Planalto emprega uma babá de Michelzinho, Leandra Brito, como assessora do Gabinete de Informação em Apoio à Decisão (Gaia), órgão responsável por municiar o presidente da República com dados para a tomada de decisão, informa a coluna de Lauro Jardim neste domingo 14. "Leandra diz não ser babá do menino, mas não sabe precisar o que faz no palácio", diz a nota sobre o assunto. 

A coluna diz ainda "Leandra dá expediente no Palácio do Jaburu ou em viagens da família Temer, como na Páscoa, quando os acompanhou para São Paulo, ou no réveillon, quando viajou para uma reserva da Marinha no Rio de Janeiro. Recebe R$ 5.194 mensais, fora as diárias referentes às viagens"

O Planalto diz que a funcionária está sendo transferida do Gaia para o staff que serve à família do presidente, o que ainda não teria acontecido por questões burocráticas. 


 
Confira abaixo texto sobre o assunto publicado pelo jornalista Fernando Brito, do Tijolaço:





História que as babás não contam: a mídia no país das abobrinhas

A contratação da D. Leandra Brito como assessora da Presidência para desempenhar o papel de babá do “Michelzinho”, temporão presidencial é daquelas que tem tudo para virar “meme” nas redes sociais. 

É de lamentar que atinja uma pessoa simples, que nada mais faz que trabalhar e com algo difícil, uma criança submetida a uma intensa exposição e a um ambiente que pode ser tudo, menos o espaço de simplicidade e liberdade que toda criança merece.

Também não é novidade que a prática de misturar público com privado – ou empresarial com o privado, pois sobram situações de empresários que contratam seus empregados domésticos na folha da empresa – e vai ganhar notoriedade mais porque a mídia nos acostumou a olhar acidamente cada pequeno episódio para que não se veja, ou se olhe com tolerância – os grandes dramas desta nação. 

Assim, o emprego de D. Leandra vai chocar, porque é um arranjo destes que não se deveria fazer, mas a moça é um nada perto do papel que o Governo faz como babá dos banqueiros e dos rentistas, marmanjos mimados de quem faz todas as vontades.

Isso, porém, não tem o escândalo com que se vai tratar o caso da moça que cuida de uma criança que, com seus potes de Nutela, tem apetites muito menos vorazes que os do capital. 

Os R$ 5 mil mensais que o patrão de D. Leandra tira do Erário para pagá-la são, de fato – uma gotícula perto do que dele vaza para nutrir os meninos do dinheiro: no Orçamento deste ano, prevê-se para eles um “leitinho” de R$ 1,356 trilhão – 47% de toda a despesa do poder público brasileiro ou quase 23 milhões de babás, se estas ganhassem o salário daquela moça. 

Como não ganham, ponha mais milhões aí.

Mas isso é muito menos grave e por isso “Michelzão” não será criticado.

É o “mercado”, que bate o pé quando lhe negam algo, com muito mais fúria do que qualquer criança mal-criada e que se lambuza com o dinheiro muito mais do que o Michelzinho com a Nutela.
 

Se achando João Dória esnoba ‘padrinhos’ políticos e diz que candidato é quem estiver melhor | Blog de Goiânia

Cristão novo no ninho Tucano, o populista Dória esta mesmo se achando, sem empolgar nas pesquisas como gostaria, ele esta satisfeito por ser o nome Tucano melhor avaliado pelos institutos, mas perdendo até mesmo para Jair Bolsonaro, o Prefeito de São Paulo acredita que se for ele o candidato ao Planalto terá que superar o fenômeno Luiz Inácio Lula da Silva, e até por isso, acorda pensando em Lula, passa o dia falando de Lula e vai dormir sonhando com Lula. 

Ao defender as prévias, Dória coloca em lados opostos quem foi citado em escândalos de corrupção e quem não foi, acreditando que suas ações midiáticas podem superar gestores como Geraldo Alkimin, Beto Richa ou Marconi Perillo. 
 
O prefeito de São Paulo, João Doria, já deu sinais mais claros de que vai apunhalar seus padrinhos políticos, Geraldo Alckmin e Marconi Perillo, na corrida tucana para subir a rampa do Palácio do Planalto em 2018. 

Recentemente em evento em Nova York, Doria mudou o discurso, mesmo estando na presença do Governador de São Paulo, ao invés de defender a candidatura dele como sempre faz desde que assumiu a Prefeitura da capital paulista, Dória se disse favorável à realização de prévias entre os tucanos e falou que o candidato da legenda será aquele com melhor melhores condições no momento: "O PSDB não vai fugir dessa missão. Será candidato do PSDB aquele que tiver melhor posição perante a opinião pública. Aquele que representa o interesse popular", afirmou sem mostrar nenhum receio em relação a Geraldo Alkimin.

terça-feira, 16 de maio de 2017

Esculhambação com dinheiro público: Palácio do Planalto emprega babá de Michelzinho como assessora – O país da Esculhambação

O Palácio do Planalto emprega uma babá de Michelzinho, Leandra Brito, como assessora do Gabinete de Informação em Apoio à Decisão (Gaia), órgão responsável por municiar o presidente da República com dados para a tomada de decisão, informa a coluna de Lauro Jardim neste domingo 14. "Leandra diz não ser babá do menino, mas não sabe precisar o que faz no palácio", diz a nota sobre o assunto. 

A coluna diz ainda "Leandra dá expediente no Palácio do Jaburu ou em viagens da família Temer, como na Páscoa, quando os acompanhou para São Paulo, ou no réveillon, quando viajou para uma reserva da Marinha no Rio de Janeiro. Recebe R$ 5.194 mensais, fora as diárias referentes às viagens"

O Planalto diz que a funcionária está sendo transferida do Gaia para o staff que serve à família do presidente, o que ainda não teria acontecido por questões burocráticas. 


 
Confira abaixo texto sobre o assunto publicado pelo jornalista Fernando Brito, do Tijolaço:





História que as babás não contam: a mídia no país das abobrinhas

A contratação da D. Leandra Brito como assessora da Presidência para desempenhar o papel de babá do “Michelzinho”, temporão presidencial é daquelas que tem tudo para virar “meme” nas redes sociais. 

É de lamentar que atinja uma pessoa simples, que nada mais faz que trabalhar e com algo difícil, uma criança submetida a uma intensa exposição e a um ambiente que pode ser tudo, menos o espaço de simplicidade e liberdade que toda criança merece.

Também não é novidade que a prática de misturar público com privado – ou empresarial com o privado, pois sobram situações de empresários que contratam seus empregados domésticos na folha da empresa – e vai ganhar notoriedade mais porque a mídia nos acostumou a olhar acidamente cada pequeno episódio para que não se veja, ou se olhe com tolerância – os grandes dramas desta nação. 

Assim, o emprego de D. Leandra vai chocar, porque é um arranjo destes que não se deveria fazer, mas a moça é um nada perto do papel que o Governo faz como babá dos banqueiros e dos rentistas, marmanjos mimados de quem faz todas as vontades.

Isso, porém, não tem o escândalo com que se vai tratar o caso da moça que cuida de uma criança que, com seus potes de Nutela, tem apetites muito menos vorazes que os do capital. 

Os R$ 5 mil mensais que o patrão de D. Leandra tira do Erário para pagá-la são, de fato – uma gotícula perto do que dele vaza para nutrir os meninos do dinheiro: no Orçamento deste ano, prevê-se para eles um “leitinho” de R$ 1,356 trilhão – 47% de toda a despesa do poder público brasileiro ou quase 23 milhões de babás, se estas ganhassem o salário daquela moça. 

Como não ganham, ponha mais milhões aí.

Mas isso é muito menos grave e por isso “Michelzão” não será criticado.

É o “mercado”, que bate o pé quando lhe negam algo, com muito mais fúria do que qualquer criança mal-criada e que se lambuza com o dinheiro muito mais do que o Michelzinho com a Nutela.
 

Pânico no meio político: JBS-Friboi negocia delação premiada com o Ministério Público Federal – Eu Digo Sempre

A notícia cai como uma bomba e de acordo com as informações publicadas pelo jornal Folha de S. Paulo, pelo menos duas reuniões já foram realizadas entre representantes da companhia e procuradores do MPF. A empresa já teria, inclusive, feito contato com o advogado Luciano Feldens – especialista em delações premiadas e responsável pelo acordo do tipo feito por Marcelo Odebrecht , ex-presidente da empreiteira que leva o nome de sua família.
 



A holding brasileira J&F Participações, proprietária da empresa JBS, iniciou as tratativas com o MPF (Ministério Público Federal) para negociar o fechamento de acordos de leniência e de delação premiada. 

As informações foram publicadas neste domingo pelo jornal “ Folha de S.Paulo ”. A JBS é proprietária de marcas como Friboi, Seara e Swift.

A JBS foi alvo de diversas operações deflagradas pela Polícia Federal no último ano, com conduções coercitivas, medidas cautelares e afastamento de dirigentes, o que pode prejudicar a atuação da empresa no mercado nacional, dificultando investimentos e até inviabilizando a tomada de crédito em instituições nacionais e internacionais. 

Operação Bullish 

Na sexta-feira a Polícia Federal deflagrou a operação Bullish, cujo objetivo é investigar irregularidades e fraudes em empréstimos concedidos pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). A proprietária da Friboi teria sido beneficiada com pelo menos R$ 8,1 bilhões em operações irregulares, que teriam sido realizadas entre os anos de 2007 e 2011 – durante os governos de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, ambos do PT. 

As operações teriam sido feitas pela subsidiária BNDESPar (BNDES Participações S/A), braço do banco voltado para a participação acionária em outras empresas. De acordo com a PF, as transações teriam sido feitas sem as garantias e sem a exigência de prêmio contratualmente previsto, o que teria gerado prejuízos de cerca de R$ 1,2 bilhão aos cofres públicos. 

Por meio de nota, a empresa refutou as acusações e diz que “sempre pautou seu relacionamento com bancos públicos e privados de maneira profissional e transparente. Todo o investimento do BNDES na companhia foi feito por meio da BNDESPar, seu braço de participações, obedecendo às regras de mercado e dentro de todas as formalidades. Esses investimentos ocorreram sob o crivo da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e em consonância com a legislação vigente. Não houve favor algum à empresa”

Carne Fraca 

 Em março, foi deflagrada a Operação Carne Fraca, que apurou irregularidades cometidas por 21 frigoríficos brasileiros. No dia 24 de março, o juiz responsável pela operação, Marcos Josegrei, da Justiça Federal do Paraná, afirmou que as investigações têm como objetivo o esclarecimento de crimes contra a administração pública , e não a qualidade dos alimentos produzidos pela JBS e pelas demais empresas envolvidas. 


 Fonte: Último Segundo

Obssecado por Lula, João Dória esnoba ‘padrinhos’ políticos e diz que candidato é quem estiver melhor

Cristão novo no ninho Tucano, o populista Dória esta mesmo se achando, sem empolgar nas pesquisas como gostaria, ele esta satisfeito por ser o nome Tucano melhor avaliado pelos institutos, mas perdendo até mesmo para Jair Bolsonaro, o Prefeito de São Paulo acredita que se for ele o candidato ao Planalto terá que superar o fenômeno Luiz Inácio Lula da Silva, e até por isso, acorda pensando em Lula, passa o dia falando de Lula e vai dormir sonhando com Lula. 

Ao defender as prévias, Dória coloca em lados opostos quem foi citado em escândalos de corrupção e quem não foi, acreditando que suas ações midiáticas podem superar gestores como Geraldo Alkimin, Beto Richa ou Marconi Perillo. 
 
O prefeito de São Paulo, João Doria, já deu sinais mais claros de que vai apunhalar seus padrinhos políticos, Geraldo Alckmin e Marconi Perillo, na corrida tucana para subir a rampa do Palácio do Planalto em 2018. 

Recentemente em evento em Nova York, Doria mudou o discurso, mesmo estando na presença do Governador de São Paulo, ao invés de defender a candidatura dele como sempre faz desde que assumiu a Prefeitura da capital paulista, Dória se disse favorável à realização de prévias entre os tucanos e falou que o candidato da legenda será aquele com melhor melhores condições no momento: "O PSDB não vai fugir dessa missão. Será candidato do PSDB aquele que tiver melhor posição perante a opinião pública. Aquele que representa o interesse popular", afirmou sem mostrar nenhum receio em relação a Geraldo Alkimin.

Assuntos de Goiás: Veja a integra do Depoimento de Lula a Sergio Moro em Curitiba – Eu Digo Sempre


Foram cinco horas de audiência no processo em que Lula é acusado de ter sido favorecido por empreiteira na compra de um apartamento tríplex no Guarujá (SP) e no transporte e armazenamento de presentes recebidos durante seu governo. 
De lá, animado, o ex-presidente foi ao encontro dos milhares de manifestantes que o esperavam desde o início da tarde, em uma praça no centro de Curitiba. 
 "Se não fossem vocês eu não suportaria o que eles estão fazendo comigo", discursou Lula, ao lado da ex-presidente Dilma Rousseff e de vários petistas de alto escalão. 
"Minha relação com vocês é diferente das que os políticos têm com seus eleitores, minha relação com vocês é uma relação de companheiros de projeto de país." 
Alternando bom humor e alguns momentos emocionado, Lula disse que a história mostrará que nunca alguém foi tão massacrado como ele e que se cometer erros quer ser julgado pelo povo, não apenas pela Justiça. 
 "Se um dia eu tiver que mentir pra vocês, prefiro que um ônibus me atropele em qualquer rua deste país", disse, com a voz embargada. 
 Fontes ligadas a Lula disseram que o ex-presidente terminou o dia satisfeito e com o sentimento de ter cumprido sua missão. 
 "Ele saiu com a sensação de que fez o que tinha se proposto a fazer. Pela alegria que senti, estava satisfeito com o que tinha conseguido", disse uma das fontes.
Fonte: Assuntos de Goiás: Depoimento de Lula a Sergio Moro - Veja na integra o que aconteceu em Curitiba

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Esculhambação com dinheiro público: Palácio do Planalto emprega babá de Michelzinho como assessora – O país da Esculhambação

O Palácio do Planalto emprega uma babá de Michelzinho, Leandra Brito, como assessora do Gabinete de Informação em Apoio à Decisão (Gaia), órgão responsável por municiar o presidente da República com dados para a tomada de decisão, informa a coluna de Lauro Jardim neste domingo 14. "Leandra diz não ser babá do menino, mas não sabe precisar o que faz no palácio", diz a nota sobre o assunto. 

A coluna diz ainda "Leandra dá expediente no Palácio do Jaburu ou em viagens da família Temer, como na Páscoa, quando os acompanhou para São Paulo, ou no réveillon, quando viajou para uma reserva da Marinha no Rio de Janeiro. Recebe R$ 5.194 mensais, fora as diárias referentes às viagens"

O Planalto diz que a funcionária está sendo transferida do Gaia para o staff que serve à família do presidente, o que ainda não teria acontecido por questões burocráticas. 


 
Confira abaixo texto sobre o assunto publicado pelo jornalista Fernando Brito, do Tijolaço:





História que as babás não contam: a mídia no país das abobrinhas

A contratação da D. Leandra Brito como assessora da Presidência para desempenhar o papel de babá do “Michelzinho”, temporão presidencial é daquelas que tem tudo para virar “meme” nas redes sociais. 

É de lamentar que atinja uma pessoa simples, que nada mais faz que trabalhar e com algo difícil, uma criança submetida a uma intensa exposição e a um ambiente que pode ser tudo, menos o espaço de simplicidade e liberdade que toda criança merece.

Também não é novidade que a prática de misturar público com privado – ou empresarial com o privado, pois sobram situações de empresários que contratam seus empregados domésticos na folha da empresa – e vai ganhar notoriedade mais porque a mídia nos acostumou a olhar acidamente cada pequeno episódio para que não se veja, ou se olhe com tolerância – os grandes dramas desta nação. 

Assim, o emprego de D. Leandra vai chocar, porque é um arranjo destes que não se deveria fazer, mas a moça é um nada perto do papel que o Governo faz como babá dos banqueiros e dos rentistas, marmanjos mimados de quem faz todas as vontades.

Isso, porém, não tem o escândalo com que se vai tratar o caso da moça que cuida de uma criança que, com seus potes de Nutela, tem apetites muito menos vorazes que os do capital. 

Os R$ 5 mil mensais que o patrão de D. Leandra tira do Erário para pagá-la são, de fato – uma gotícula perto do que dele vaza para nutrir os meninos do dinheiro: no Orçamento deste ano, prevê-se para eles um “leitinho” de R$ 1,356 trilhão – 47% de toda a despesa do poder público brasileiro ou quase 23 milhões de babás, se estas ganhassem o salário daquela moça. 

Como não ganham, ponha mais milhões aí.

Mas isso é muito menos grave e por isso “Michelzão” não será criticado.

É o “mercado”, que bate o pé quando lhe negam algo, com muito mais fúria do que qualquer criança mal-criada e que se lambuza com o dinheiro muito mais do que o Michelzinho com a Nutela.
 

Se houver provas, acabou para Dilma: DELAÇÃO DEvastadora de MÔNICA MOURA NA LAVA JATO | Tribuna do Rei


Delação premiada dos marqueteiros João Santana e Monica Moura para lava jato.

Assim como vem ocorrendo com as delações que citam o ex-presidente Lula, agora a lama começa a subir para Dilma Rousseff, a acusadora Mônica Moura fala com segurança e propriedade de ações ilícitas as quais estão envolvidas grandes figuras da República. Marta Suplicy que abandonou o barco petista quando a casa começou a cair, se vê agora bastante enrolada na delação da marqueteira do PT, da mesma forma a Senadora Gleisi Hoffmann com seu belo narizinho arrebitado terá muito o que explicar caso as provas do que afirmou a delatora venham a tona neste mar de lama.
O Brasil se vê as voltas com denuncias graves, enquanto os integrantes do Ministério Público e do Poder Judiciário perdem tempo se atacando mutuamente, numa clara intenção de desviar o foco das acusações que por si só são gravíssimas. Mônica Moura e seu marido João Santana devem ter provas cabais que podem complicar a situação de Lula, Dilma, Gleisi, Marta, Lindberg e... 

Pânico no meio político: JBS-Friboi negocia delação premiada com o Ministério Público Federal – Eu Digo Sempre

A notícia cai como uma bomba e de acordo com as informações publicadas pelo jornal Folha de S. Paulo, pelo menos duas reuniões já foram realizadas entre representantes da companhia e procuradores do MPF. A empresa já teria, inclusive, feito contato com o advogado Luciano Feldens – especialista em delações premiadas e responsável pelo acordo do tipo feito por Marcelo Odebrecht , ex-presidente da empreiteira que leva o nome de sua família.
 



A holding brasileira J&F Participações, proprietária da empresa JBS, iniciou as tratativas com o MPF (Ministério Público Federal) para negociar o fechamento de acordos de leniência e de delação premiada. 

As informações foram publicadas neste domingo pelo jornal “ Folha de S.Paulo ”. A JBS é proprietária de marcas como Friboi, Seara e Swift.

A JBS foi alvo de diversas operações deflagradas pela Polícia Federal no último ano, com conduções coercitivas, medidas cautelares e afastamento de dirigentes, o que pode prejudicar a atuação da empresa no mercado nacional, dificultando investimentos e até inviabilizando a tomada de crédito em instituições nacionais e internacionais. 

Operação Bullish 

Na sexta-feira a Polícia Federal deflagrou a operação Bullish, cujo objetivo é investigar irregularidades e fraudes em empréstimos concedidos pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). A proprietária da Friboi teria sido beneficiada com pelo menos R$ 8,1 bilhões em operações irregulares, que teriam sido realizadas entre os anos de 2007 e 2011 – durante os governos de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, ambos do PT. 

As operações teriam sido feitas pela subsidiária BNDESPar (BNDES Participações S/A), braço do banco voltado para a participação acionária em outras empresas. De acordo com a PF, as transações teriam sido feitas sem as garantias e sem a exigência de prêmio contratualmente previsto, o que teria gerado prejuízos de cerca de R$ 1,2 bilhão aos cofres públicos. 

Por meio de nota, a empresa refutou as acusações e diz que “sempre pautou seu relacionamento com bancos públicos e privados de maneira profissional e transparente. Todo o investimento do BNDES na companhia foi feito por meio da BNDESPar, seu braço de participações, obedecendo às regras de mercado e dentro de todas as formalidades. Esses investimentos ocorreram sob o crivo da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e em consonância com a legislação vigente. Não houve favor algum à empresa”

Carne Fraca 

 Em março, foi deflagrada a Operação Carne Fraca, que apurou irregularidades cometidas por 21 frigoríficos brasileiros. No dia 24 de março, o juiz responsável pela operação, Marcos Josegrei, da Justiça Federal do Paraná, afirmou que as investigações têm como objetivo o esclarecimento de crimes contra a administração pública , e não a qualidade dos alimentos produzidos pela JBS e pelas demais empresas envolvidas. 


 Fonte: Último Segundo

domingo, 14 de maio de 2017

Esculhambação com dinheiro público: Palácio do Planalto emprega babá de Michelzinho como assessora – O país da Esculhambação

O Palácio do Planalto emprega uma babá de Michelzinho, Leandra Brito, como assessora do Gabinete de Informação em Apoio à Decisão (Gaia), órgão responsável por municiar o presidente da República com dados para a tomada de decisão, informa a coluna de Lauro Jardim neste domingo 14. "Leandra diz não ser babá do menino, mas não sabe precisar o que faz no palácio", diz a nota sobre o assunto. 

A coluna diz ainda "Leandra dá expediente no Palácio do Jaburu ou em viagens da família Temer, como na Páscoa, quando os acompanhou para São Paulo, ou no réveillon, quando viajou para uma reserva da Marinha no Rio de Janeiro. Recebe R$ 5.194 mensais, fora as diárias referentes às viagens"

O Planalto diz que a funcionária está sendo transferida do Gaia para o staff que serve à família do presidente, o que ainda não teria acontecido por questões burocráticas. 


 
Confira abaixo texto sobre o assunto publicado pelo jornalista Fernando Brito, do Tijolaço:





História que as babás não contam: a mídia no país das abobrinhas

A contratação da D. Leandra Brito como assessora da Presidência para desempenhar o papel de babá do “Michelzinho”, temporão presidencial é daquelas que tem tudo para virar “meme” nas redes sociais. 

É de lamentar que atinja uma pessoa simples, que nada mais faz que trabalhar e com algo difícil, uma criança submetida a uma intensa exposição e a um ambiente que pode ser tudo, menos o espaço de simplicidade e liberdade que toda criança merece.

Também não é novidade que a prática de misturar público com privado – ou empresarial com o privado, pois sobram situações de empresários que contratam seus empregados domésticos na folha da empresa – e vai ganhar notoriedade mais porque a mídia nos acostumou a olhar acidamente cada pequeno episódio para que não se veja, ou se olhe com tolerância – os grandes dramas desta nação. 

Assim, o emprego de D. Leandra vai chocar, porque é um arranjo destes que não se deveria fazer, mas a moça é um nada perto do papel que o Governo faz como babá dos banqueiros e dos rentistas, marmanjos mimados de quem faz todas as vontades.

Isso, porém, não tem o escândalo com que se vai tratar o caso da moça que cuida de uma criança que, com seus potes de Nutela, tem apetites muito menos vorazes que os do capital. 

Os R$ 5 mil mensais que o patrão de D. Leandra tira do Erário para pagá-la são, de fato – uma gotícula perto do que dele vaza para nutrir os meninos do dinheiro: no Orçamento deste ano, prevê-se para eles um “leitinho” de R$ 1,356 trilhão – 47% de toda a despesa do poder público brasileiro ou quase 23 milhões de babás, se estas ganhassem o salário daquela moça. 

Como não ganham, ponha mais milhões aí.

Mas isso é muito menos grave e por isso “Michelzão” não será criticado.

É o “mercado”, que bate o pé quando lhe negam algo, com muito mais fúria do que qualquer criança mal-criada e que se lambuza com o dinheiro muito mais do que o Michelzinho com a Nutela.
 

Esculhambação com dinheiro público: Palácio do Planalto emprega babá de Michelzinho como assessora – O país da Esculhambação

O Palácio do Planalto emprega uma babá de Michelzinho, Leandra Brito, como assessora do Gabinete de Informação em Apoio à Decisão (Gaia), órgão responsável por municiar o presidente da República com dados para a tomada de decisão, informa a coluna de Lauro Jardim neste domingo 14. "Leandra diz não ser babá do menino, mas não sabe precisar o que faz no palácio", diz a nota sobre o assunto. 

A coluna diz ainda "Leandra dá expediente no Palácio do Jaburu ou em viagens da família Temer, como na Páscoa, quando os acompanhou para São Paulo, ou no réveillon, quando viajou para uma reserva da Marinha no Rio de Janeiro. Recebe R$ 5.194 mensais, fora as diárias referentes às viagens"

O Planalto diz que a funcionária está sendo transferida do Gaia para o staff que serve à família do presidente, o que ainda não teria acontecido por questões burocráticas. 


 
Confira abaixo texto sobre o assunto publicado pelo jornalista Fernando Brito, do Tijolaço:





História que as babás não contam: a mídia no país das abobrinhas

A contratação da D. Leandra Brito como assessora da Presidência para desempenhar o papel de babá do “Michelzinho”, temporão presidencial é daquelas que tem tudo para virar “meme” nas redes sociais. 

É de lamentar que atinja uma pessoa simples, que nada mais faz que trabalhar e com algo difícil, uma criança submetida a uma intensa exposição e a um ambiente que pode ser tudo, menos o espaço de simplicidade e liberdade que toda criança merece.

Também não é novidade que a prática de misturar público com privado – ou empresarial com o privado, pois sobram situações de empresários que contratam seus empregados domésticos na folha da empresa – e vai ganhar notoriedade mais porque a mídia nos acostumou a olhar acidamente cada pequeno episódio para que não se veja, ou se olhe com tolerância – os grandes dramas desta nação. 

Assim, o emprego de D. Leandra vai chocar, porque é um arranjo destes que não se deveria fazer, mas a moça é um nada perto do papel que o Governo faz como babá dos banqueiros e dos rentistas, marmanjos mimados de quem faz todas as vontades.

Isso, porém, não tem o escândalo com que se vai tratar o caso da moça que cuida de uma criança que, com seus potes de Nutela, tem apetites muito menos vorazes que os do capital. 

Os R$ 5 mil mensais que o patrão de D. Leandra tira do Erário para pagá-la são, de fato – uma gotícula perto do que dele vaza para nutrir os meninos do dinheiro: no Orçamento deste ano, prevê-se para eles um “leitinho” de R$ 1,356 trilhão – 47% de toda a despesa do poder público brasileiro ou quase 23 milhões de babás, se estas ganhassem o salário daquela moça. 

Como não ganham, ponha mais milhões aí.

Mas isso é muito menos grave e por isso “Michelzão” não será criticado.

É o “mercado”, que bate o pé quando lhe negam algo, com muito mais fúria do que qualquer criança mal-criada e que se lambuza com o dinheiro muito mais do que o Michelzinho com a Nutela.
 

Seguidores